Pular 7 ondas: uma antiga tradição brasileira no Réveillon

Seja na parte Oriental ou Ocidental do mundo, quando o Ano Novo está chegando, as pessoas comemoram com bastante entusiasmo. A véspera da Virada costuma ser uma época bastante supersticiosa em que pessoas de diferentes culturas e nacionalidades praticam tradições passadas de geração para geração, com o objetivo de atrair boa sorte para o próximo ano.

Portanto, as tradições para trazer boa sorte para o Ano Novo são mais antigas do que imaginamos. Afinal, ninguém quer começar o ano com o pé esquerdo, não é mesmo?

Aqui no Brasil, por exemplo, as pessoas costumam ser bastante supersticiosas e realizam diversas simpatias que já viraram tradição na virada do ano, entre elas: usar roupas brancas, chupar sete sementes de romã, comer lentilha, usar lingerie colorida e, até mesmo, evitar comer aves que ciscam para trás na noite de Réveillon.

Mas uma tradição no Brasil que não pode deixar de ser realizada para quem vai passar o Réveillon na praia é a famosa simpatia de pular 7 ondas do mar quando o relógio marca meia-noite.

Qual a origem de pular as sete ondas?

Essa simpatia de pular 7 ondas na véspera do Ano Novo, presente há tempos na vida de muitos brasileiros, está ligada à Umbanda e tem como intuito homenagear Iemanjá.

Iemanjá é um orixá feminino, considerado por muitos a Rainha do Mar. Recebe diferentes nomes, como Inaé, Isis, Maria, Mucunã, Princesa do Mar e Dandalunda.

De acordo com a tradição, Iemanjá, através de sua divindade, nos purifica e dá força para vencer os obstáculos que teremos que enfrentar no próximo ano.

Mas você deve estar se perguntando “Por que pular exatamente 7 ondas?” Sete é um número considerado bastante espiritual, além de representar Exu, filho de Iemanjá.

Portanto, quando pula as 7 ondas no mar, você invoca os poderes de Iemanjá para abrir caminhos para o próximo ano.

Pular as 7 ondas fazendo pedidos

Cada pulo durante a simpatia deve ser acompanhado de um pedido que você deseja que seja realizado no próximo ano. De acordo com a tradição, após pular as 7 ondas, o ideal é não virar de costas para o mar, pois pode atrair má sorte nas finanças.

 

Especialistas online

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *