Conheça Oxum – A mãe dos Orixás e da natureza

oxum
14.524

Orixá feminina, Oxum é responsável por manter o equilíbrio das emoções, da fecundidade e da natureza. É a deusa do amor, Orixá da água doce e considerada mãe de todos os povos, intercedendo pelos humanos em todas as situações.

Na tradição cristã e católica, Oxum é sincretizada com diversas figuras de Nossa Senhora, sempre aquelas que são representadas com querubins aos seus pés. O sincretismo mais conhecido é o da Orixá com Nossa Senhora da Conceição, já que ambas são homenageadas no dia 8 de dezembro.

Sobre Oxum – A mãe dos Orixás

Oxum tem o nome derivado do rio Osun e é guardiã de todas as águas doces – rios, lagos e cachoeiras – e das minas de ouro e riquezas do subsolo natural. Filha de Oxalá, é também a Orixá da beleza e protetora da maternidade. É doce, meiga e tem a ternura como um dos pontos fortes.

Também pode receber o nome de “Osúm”, “Osún” ou até mesmo “Oxun”. É a Orixá que representa a sensibilidade, a delicadeza e a paixão para motivar a essência da vida. No geral, características femininas são as mais observadas na Orixá. Chamada de “Mamãe Oxum”, sua energia está presente na água doce e calma, tranquilizando aqueles que passam por ali, mas, principalmente, o coração de quem está apaixonado.

O fato de também ser considerada a Orixá do amor, faz com que seja bastante procurada para resolver questões que dizem respeito aos relacionamentos e demais assuntos amorosos. Além disso, é procurada por aqueles que desejam paz e estabilidade em uma relação. Ela está sempre pronta para abençoar quem precisa de equilíbrio no relacionamento. O dia da semana dedicado à Orixá é o sábado, sua cor principal é o amarelo ouro, representando a riqueza que ela possui, e a saudação é “Ora yê yê Ô, Mamãe Oxum!!”.

Oxum e o sincretismo com Nossa Senhora

O sincretismo entre as duas entidades se dá pelo fato de que, assim como a figura cristã, a Orixá é aquela que representa e protege as mulheres de modo geral. Também conhecida como Orixá da fertilidade e do amor, ela protege as gestantes – assim como Iemanjá – e é exemplo de mãe que nunca abandona seus filhos. De certa forma, carrega em si traços de Nossa Senhora.

A forma como a Orixá será sincretizada varia conforme as regiões do Brasil. Na Bahia, Oxum é relacionada com Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora dos Prazeres – denominação que a Igreja Católica confere à Virgem Maria. Segundo a tradição, a devoção à Nossa Senhora das Candeias começou na celebração da apresentação no Menino Jesus no Templo e da purificação de Nossa Senhora, quarenta dias após o nascimento. Nesse caso, as homenagens são no dia 2 de fevereiro.

No Sul do país, é comum ser sincretizada com Nossa Senhora da Conceição, também conhecida como Imaculada Conceição. Essa figura de Nossa Senhora faz referência ao dogma do qual a Igreja determinou que a concepção da Virgem Maria aconteceu sem o pecado original. Acredita-se que, desde o primeiro instante de sua existência, ela fora preservada de todo e qualquer pecado pela graça de Deus.

Já no Centro-Oeste e Sudeste do Brasil, a Orixá é associada à Nossa Senhora da Conceição Aparecida, padroeira do país e conhecida popularmente como Nossa Senhora Aparecida. A história dessa figura está relacionada à sua aparição e realização de um milagre que ocorreu em 1717.

A história de Nossa Senhora e o sincretismo com Oxum

Conta-se que três pescadores da região do Vale do Paraíba, interior de São Paulo, foram encarregados de fazer uma pesca em tempos não propícios para isso. Em um primeiro momento, a rede veio sem peixes, mas com o corpo de uma figura. Depois, ainda sem peixes, mas com a cabeça que completou o corpo, formando Nossa Senhora Parecia. Em seguida, ela operou um milagre e a rede veio cheia de peixes. A data das homenagens é no dia 12 de outubro.

Na região Nordeste do Brasil, Oxum é sincretizada com Nossa Senhora do Carmo. Conhecida pelo uso do tradicional Escapulário do Carmo, acessório que representa a consagração de um devoto cristão à Virgem Maria, tem como data de festa o dia 16 de julho.

Há ainda outros dois sincretismos, mas não tão comuns. Em Minas Gerais, a Orixá é sincretizada com Nossa Senhora das Dores, com comemoração no dia 15 de setembro. E, em partes da região Norte do Brasil, com Nossa Senhora de Nazaré e tem comemoração no dia 8 de setembro.

Agora que você já conhece melhor Oxum e seu sincretismo com Nossa Senhora, veja também:

Compartilhe nas redes sociais

Yara
Yara
Trabalhando como jornalista e astróloga, Yara Vieira, divide o seu tempo sendo especialista em conteúdo web e analisando tudo o que está escrito nas estrelas. Tem como hobbies ler, assistir muitos filmes e explicar o que é Mapa Astral para os amigos.

Especialistas online