Entenda agora o que significa os Orixás e seus Exus

orixas-e-seus-exus

Você sabia que para cada Orixá existe um Exu correspondente? Nas religiões de origem africana, surgidas da fusão de outras vertentes religiosas, é comum a presença desses seres espirituais. O Exu é uma das maiores divindades do iorubá e do jejê, vertentes que serviram de base para a criação do Candomblé, no Brasil, da Santeria, em Cuba e do Vodu, no Haiti. Descubra agora todos os Orixás e seus Exus.

Orixás e seus Exus no Candomblé

Em termos históricos, o Candomblé é considerado uma religião de origem afro-brasileira, tendo em vista que foi trazida do continente africano para cá, através dos negros. Na época da escravidão, período bastante triste para a história do Brasil, milhares de negros foram presos e trazidos em navios para trabalhar em terras tupiniquins. Muitos desses negros continuaram a praticar suas crenças.

Para compreender bem a relação entre Orixás e seus Exus é fundamental estar por dentro de cada um desses conceitos e o que eles representam. Por se tratar de uma religião com multiplicidade de deuses e crenças, ao contrário do que ocorre em religiões de origem cristã, o Candomblé pode ser considerado complexo para quem não o pratica.

É nesse cenário que entra o debate acerca dos Orixás e seus Exus. Essas duas denominações são muito presentes no Candomblé, uma das maiores vertentes religiosas trazidas da África para o Brasil como a Umbanda. Os termos são muito próximos, mas também podem ser analisados de forma separada. Isso porque o Exu corresponde, normalmente, a uma manifestação superior de cada um dos Orixás.

O que são os Orixás na Umbanda e no Candomblé

Apesar de existirem vários deuses em religiões como Candomblé e Umbanda, essas vertentes religiosas não são consideradas politeístas. Isso porque, na concepção religiosa, os Orixás (deuses), constituem parte de um todo, representando o mesmo Deus. Essa é a definição de Orixá: um deus africano que agrega características únicas, relacionado a uma força.

Todos os Orixás na Umbanda agregam características tanto divinas quanto humanas. Diferente do que ocorre nas religiões cristãs, onde a figura de Deus é descrita de forma mais formal, nas maiorias das religiões de origem africana os Orixás são dotados de personalidade e emoções, que os tornam mais próximos dos homens. Os Orixás e seus Exus estão sempre em constante contato.

São vários os Orixás e seus Exus, sendo um número bem variável e sobre o qual pouco se conhece. Estudos apontam para a presença de um total de 72 principais Orixás, sendo 16 deles cultuados no Brasil pela Umbanda. Alguns deles já vieram para a terra, como é o caso de Xangô, Oyá, Ogum e Oxossi. Da mesma forma, são vários os Orixás e seus Exus correspondentes.

O que é o Exu no Candomblé e na Umbanda

Dentro do Candomblé o Exu é considerado um Orixá. Mas não qualquer Orixá e sim o maior deles, sendo uma das divindades máximas. São várias as características atribuídas ao Exu, que é descrito como uma divindade mensageira, responsável por fazer a ponte entre o homem, no mundo físico, e o mundo espiritual, do divino. Geralmente é considerado travesso, mas justo e fiel.

Não é apenas no Candomblé que o Exu se faz presente. Na Umbanda, religião tipicamente brasileira, essa divindade também é cultuada, muito embora não exista consenso sobre os seus contornos. Em cada terreiro de Umbanda é possível que a divindade seja descrita de forma diferente. O contato entre os Exus e Orixás correspondentes também depende de cada terreiro.

Existem, no entanto, algumas características gerais, sempre presentes dentro da Umbanda: o Exu representa a força, vitalidade e é responsável pela aplicação da lei espiritual. Eles demonstram seu poder principalmente em relação aos sacerdotes e fiéis já iniciados na Umbanda. Mesmo que existam diferenças terminológicas e conceituais, essas características básicas estão sempre presentes.

Lista dos principais Orixás e seus Exus correspondentes

  • Exu Akesan – Acompanha Oxumaré
  • Exu Jelu ou Ijelu – Acompanha Oxalufã
  • Exu Ínã – Responsável pela cerimónia do Ipadê
  • Exu Onã – Acompanha Oxum, Oyá , Ogum
  • Exu Ajonã – Presente na antiga região Ijexá
  • Exu Lálú – Acompanha Odé, Ogum, Oxalá
  • Exu Igbárábò – Acompanha Yemanjá, Xangô
  • Exu Tìrírí – Acompanha Ogum
  • Exu Fokí ou Bàra Tòkí – Acompanha Oyá e vários Orixás na Umbanda
  • Exu Lajìkí ou Bára Lajìkí – Acompanha Ogum, Oyá e as porteiras
  • Exu Sìjídì – Acompanha Omolú, Nanã, etc
  • Exu Langìrí – Acompanha Oxaguiã
  • Exu Álè – Acompanha Omolú
  • Exu Àlákètú – Acompanha Oxóssi
  • Exu Òrò – Acompanha Odé, Logum
  • Exu Tòpá/Eruè – Acompanha Ossãe
  • Exu Aríjídì – Acompanha Oxum
  • Exu Axanã – Acompanha Oxum
  • Exu L’Okè – Acompanha Obá
  • Exu Ijedé – Acompanha Logum
  • Exu Jinà – Acompanha Oxumarè
  • Exu Íjenà – Acompanha Ewá
  • Exu Jeresú – Acompanha Obaluaiê
  • Exu Irokô – Acompanha Irôko

É grande a lista de Exus e Orixás correspondentes. Podemos ver que um desses deuses africanos podem ter até 3 ou 4 Exus correspondentes, como é o caso dos Exus de Oxum.

As religiões de origem africana são marcadas pelo culto a diversos deuses, demonstrando a sua complexidade. Para cada deus existe uma história, um conhecimento e saber que é repassado aos praticantes. Conhecer a fundo a origem desses termos é fundamental para compreender o funcionamento dessas religiões e conseguir formar uma opinião mais acertada a respeito.

Agora que você já sabe mais sobre os Orixás e seus Exus, confira também:

Receba os melhores conteúdos esotéricos gratuitamente

Obrigada! Vamos te enviar os melhores conteúdos do Astrocentro para te ajudar emocional e espiritualmente.

Receba nossos conteúdos esotéricos

Obrigada!

Logo Astrocentro

Especialistas online

Henrique Libório

Bruxo e Oraculista

96% Avaliações Positivas

395 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Henrique Libório

Bruxo e Oraculista

96% Avaliações Positivas

395 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Fabiana Viegas

Oraculista

97% Avaliações Positivas

1586 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Zelei Egípcia

baralho cigano terapeuta floral reiki

85% Avaliações Positivas

212 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Comentários

  • Realmente, a Umbanda nasceu em terras brasileiras, na cidade de Niteroi, Rio de Janeiro, não é uma religião afro brasileira, e sim, uma religião brasileira, fundamentada no cristianismo, pajelança e espiritismo.
    Algumas pessoas insistem neste equívoco, por ter a umbanda se fundido com as divindades do candomblé, não que isso seja reprovado por alguém, quem está acima das divindades para não aceitar isso, creio que ninguém, então, cultuando algumas das divindades da cultura africana, a Umbanda vem se transformando em uma religião, totalmente diferente do seu início, ou se distanciando da Umbanda tradicional.

  • Umbanda vinda da Africa é Candomblé suavizado, Umbanda brasileira é nascida da mediunidade de brasileiros, da comunicação dos espíritos.
    Tem forte influencia africana, porque acolhe em seus trabalhos muitos espíritos africanos, que trazem firmes suas crenças, mas, é muito mais plural em sua variedade, por haver agremiações com maior influência de outras religiões e doutrinas.
    Digo plural por aceitar, por princípio básico, todos os espíritos que queiram trabalhar no bem, todas as crenças que ajudem a melhoria do indivíduo.
    Apesar desse engano, o texto é bem elucidativo.

  • Boa noite

    Sou canceriano nasci em 08 de julho de 1953, trabalho na umbanda com o Bara da Rua, qual será meu chefe de cabeça?

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *