Como deve ser o espaço para meditação?

Espaço para meditação

A pandemia tem trazido diversas necessidades para as pessoas. Dentre elas a necessidade, quase física, de fazer meditações. E então vem o questionamento: como deve ser o espaço para meditação?

Não estamos falando de um espaço físico somente, mas quais as práticas espirituais que podem ajudar na concentração fazendo com que o espaço de meditação fique cada vez mais convidativo?

O que é meditação?

Bem, pode parecer uma pergunta cuja resposta parece óbvia, mas não é tão simples assim. Os dicionários definem a meditação como sendo o “ato de meditar ou de se concentrar no espírito”, fazendo com que a mente se aquiete em contemplação.

Ou seja, a compreensão do conceito é fácil. A meditação é se concentrar no espírito, admirando o interior por meio da tranquilidade mental. Mas, e como fazer isso?

Sei o que é meditação, mas não sei meditar

Em primeiro lugar você deve encontrar um local tranquilo. No começo da prática isso é muito importante porque os barulhos, ruídos e distrações dificultam a concentração. Para isso criar um espaço para meditar, um cantinho de meditação, é bem importante.

Fique em uma posição confortável. Alinhar a coluna é importante para que a energia corra pela kundalini e facilite o processo de concentração. Muitas pessoas acabam pegando no sono e não tem problema, até conseguir medir corretamente o limite entre dormir e somente relaxar, isso acontece.

O segredo está na respiração. Sim! A respiração é quem controla o ato de meditar. Com respirações profundas e intensas o nosso organismo entende que está tudo bem e conseguem relaxar, a partir do momento em que estamos ansiosos e fazemos respirações curtinhas, o corpo entende o contrário e fica em estado de alerta.

“Ah! Mas, mesmo fazendo isso no meu espaço para meditar, não consigo não pensar em nada”. Deixe os pensamentos fluírem. Quanto mais você tenta controlar os pensamentos de uma forma rígida, menos você consegue meditar pois fica preocupado em não pensar em nada.

Tenha a meditação como um hábito. Nada adianta meditar somente uma vez por mês. A ideia é que 15 minutos por dia façam parte da sua rotina e se destinem para esse fim.

Mindfulness e meditação: quais as diferenças?

Mindfulness é um tipo de meditação. Nesse modelo a prática exige a atenção plena naquela atividade que está sendo desenvolvida. O estado meditativo exige que se atinja a expansão da consciência e a conexão com áreas cerebrais distantes.

O mindfulness possui algumas características mais modernas e traz uma forma prática de colocar a meditação em sua rotina que pode ser conturbada, não demandando tempo em silencia, nem afastado e dedicado, como é o caso da meditação.

Esse tipo de meditação está relacionado a sair do piloto automático em que estamos diariamente, então é se manter no momento, destinando toda a nossa atenção para o aqui e o agora.

Cantinho para meditação, espaço para meditar

Por que ter um cantinho específico para meditação? É simples! Com o tempo o seu corpo será capaz de associar esse espaço físico ao ato de relaxar a mente e somente de entrar nesse lugar com esse objetivo você começará a ver os resultados.

Um cantinho para meditar faz com que você sacralize esse espaço e o programe para te ajudar na atividade de desconexão do mundo físico para se concentrar no espírito.

Além disso, você pode colocar nele alguns símbolos espirituais que façam sentido para você, mas sem encher o espaço de coisas para não poluir a mente. A ideia é que seja um espaço com cores claras, sem muitas coisas penduradas e que possam desfocar os seus pensamentos.

O que posso colocar no meu espaço para meditar?

Você pode fazer algumas mandalas que tenham objetivos específicos a serem alcançados, pode ter um sino dos ventos (se isso não te distrair), santos, orixás ou estátuas de alguns poucos Deuses, incensos, óleos aromáticos, ervas e velas.

Se possível as paredes devem ter cores claras. Você também pode colocar almofadas, um tapete pequeno e outros elementos que te tragam conforto.

A dica é também a de não utilizar sapatos quando estiver nesse espaço para não fazer uma barreira entre o seu corpo físico e essa conexão mental. Andar descalço pode ajudar a estabelecer essa relação com leveza.

Não tenho como fazer um cantinho para meditar 🙁

Se você mora em uma casa com muitas pessoas e não tem como disponibilizar um cantinho de meditação, não se preocupe. Ou se você tem pessoas que compartilham o espaço com você, mas que não são compreensivas quanto às diferentes práticas. Nem tudo aquilo que é ideal é regra.

Crie um espaço interior de meditação. Mas como fazer isso?

Durante a própria meditação, visualize que está em um cantinho para meditar e que esse espaço é da forma que gostaria que existisse fisicamente. Então, faça toda a rotina, entre no espaço sem os sapatos, acenda um incenso, passe um pouco de óleos aromáticos nos pulsos, sente-se na posição da meditação e comece a sua prática. Você pode estar sentado no chão do banheiro, mas nos seus pensamentos estará no seu espaço para meditar.

Espaço para meditar: incensos, óleos e velas

Todos esses elementos podem ajudar na tarefa de se entregar à meditação, relaxar e conseguir desligar a mente. Os cristais, por exemplo, embora sejam símbolos do elemento terra, podem auxiliar nesse processo, desde que os tipos corretos sejam utilizados.

Os incensos são os que mais facilitam a conexão com o espírito, o fato de ser um símbolo do elemento ar, com leveza, e que pode ser inspirado e expirado, são muito intensos para estabelecer essa conexão. Da mesma forma os óleos aromáticos penetram nas narinas e são capazes de alterar a consciência e auxiliam na conexão com o espírito.

As velas são do elemento fogo, mas o ato de olhar para a sua chama pode ajudar a ingressar em um estado meditativo ainda com os olhos abertos. Utilize cores de tons pastéis e suaves porque a energia do fogo tem como marca ativar a energia e trazer transformação.

Compartilhe nas redes sociais

Avatar
Nadini Lopes
Nadini de Almeida é jornalista, sacerdotisa da Tradição Diânica Nemorensis e da Tradição Gardneriana, tendo sido iniciada em Nova Iorque. É ordenada pela Fellowship of Isis e membro do Museu de Magia e Bruxaria do Brasil.

Especialistas online