O canto da Umbanda

Toda religião tem seus cânticos, com a Umbanda  não seria diferente. Os pontos de Umbanda são cantos acompanhados com o toque do atabaque que servem para saudar e chamar os Orixás, entidades e guias espirituais.

No início da religião, os pontos eram cantados apenas acompanhados pelas palmas dos médiuns e ajudantes. Com o tempo, e influências das nações de Angola, Ketu, Jejê e Nago, o atabaque foi introduzido dando o tradicional ritmo.

As funções dos pontos de Umbanda

Durante as giras, os pontos de umbanda possuem diversas finalidades. Entre elas, a abertura e o fechamento dos trabalhos, hino da Umbanda, defumação, descarrego, chegada e partida dos Orixás.

Existem dois tipos de pontos: Os pontos de Raiz, que são aqueles ditados e enviados pelas entidades, e os pontos Terrenos, que foram escritos por pessoas encarnadas com o propósito de saudar entidades.

Os pontos de Umbanda mais conhecidos

Existem muitos pontos de Umbanda conhecidos, mesmo que não exclusivos a religião. Um grande exemplo é “Marinheiro Só” gravado por Maria Bethânia, que como o nome já diz é um ponto para os Marinheiros, linha de trabalho da direita.

Outro canto muito popular é “Boa noite pra quem é de Boa noite”, ponto destinado a entidade Zé Pelintra, Exu protetor das giras.

Vemos, constantemente, músicos fazendo referências a Orixás, entidades e aos pontos em suas músicas. Isso não as classifica como pontos, apesar das saudações feitas em suas letras. Por exemplo, o enredo de 2014 da escola de samba Salgueiro faz referência aos Orixás e suas magias, mas não é uma canção religiosa.

Compartilhe nas redes sociais

Avatar
Yara
Trabalhando como jornalista e astróloga, Yara Vieira, divide o seu tempo sendo especialista em conteúdo web e analisando tudo o que está escrito nas estrelas. Há mais de 5 anos é redatora no Astrocentro e tem como hobbie ler, assistir muitos filmes e explicar o que é Mapa Astral para os amigos.

Especialistas online