Conheça a história de Santo Anselmo e sua importância para a igreja

Santo Anselmo de Cantuaria - Foto ARS Publik
Santo Anselmo de Cantuaria - Foto ARS Publik

Nascido em 1033 em uma família nobre na Itália e canonizado pela igreja católica no século XII e declarado doutor da igreja em 1720. Santo Anselmo, também conhecido como Anselmo da Cantuária ou Anselmo de Bec, é um santo conhecido principalmente pelo seu argumento ontológico na defesa de Deus como um ser perfeito.

Dia 21 de abril é celebrado, segundo o calendário litúrgico da igreja católica, o dia de Santo Anselmo. Quer conhecer mais sobre a biografia de Santo Anselmo, suas principais obras filosóficas, frases e como ele prova a existência de Deus através de seu argumento ontológico? Acompanhe abaixo a história desse filósofo e santo da igreja católica. 

  • Descubra a impressionante história de São Benedito, o Santo Negro

Quem foi Santo Anselmo

Como dito anteriormente, Santo Anselmo nasceu em 1033 na região da Borgonha, iniciou na vida monástica no ano de 1060 como monge beneditino na abadia de Bec, tornou-se arcebispo de Cantuária em 1093 e veio a falecer no ano de 1109 aos 76 anos de idade. 

Sua vida como arcebispo de Cantuária, foi marcada por forte engajamento político na defesa dos interesses de uma igreja como uma autoridade independente da força do Estado. 

Por conta disso, Santo Anselmo teve uma vida política marcada por conflitos com o reinado da Inglaterra, especialmente com o Rei Guilherme II, que desejava mais controle da realeza sobre o Estado e a igreja. 

No entanto, Santo Anselmo é mais conhecido por suas contribuições para a filosofia, teologia e por ser o pai e fundador da escolástica, método de pensamento que busca provar a existência de Deus através de argumentos lógicos. 

Entre suas obras filosóficas destacam-se o “Monológio” de 1076 e o “Proslógio” de 1078. Foi na obra “Proslógio”, também conhecido como “A fé buscando apoiar-se na razão” que o filósofo Santo Anselmo concebeu o famoso argumento ontológico. E escreveu também outras obras como “A queda do diabo”, “Os diálogos sobre a verdade” e “Livre arbítrio”.

A seguir conheceremos mais sobre as obras de Santo Anselmo e seus pensamentos. 

Obras de Santo Anselmo

As obras de Santo Anselmo foram dedicadas ao apelo da razão sobre a autoridade para a explicação da existência divina e estabelecimento da doutrina cristã.

Suas obras se caracterizam por assumirem dois principais formatos, sendo o primeiro deles o formato dos diálogos e o segundo o formato das meditações. 

Sua doutrina principal pode ser expressa através da seguinte frase de sua autoria: “Nem busco entender para que possa acreditar, mas acredito que possa entender. Por isso, também, acredito que, a não ser que eu primeiro acredite, não serei capaz de entender”.

Esta frase de Santo Anselmo é inspirada nos pensamentos de Santo Agostinho e revela sua defesa de que a fé deve preceder o entendimento, defesa essa que também se faria presente no seu famoso argumento ontológico. 

Como já mencionado, as obras de Santo Anselmo de maior destaque são: “Monológio”, “Proslógio”, “A queda do diabo”, “Os diálogos sobre a verdade” e “Livre arbítrio”.

Monológio

Nesta obra o filósofo Santo Anselmo apresenta sua defesa da bondade inerente em todas as coisas, segundo seu argumento, o fato de todas as coisas poderem expressar em si mesmas algum nível de bondade revela a existência de uma Bondade como uma entidade que precede todas as coisas. 

Santo Anselmo utiliza este raciocínio para justificar a existência de um Ser Absoluto que precede todas as coisas e que seria Deus.

Proslógio

Santo Anselmo não ficou completamente satisfeito com o resultado do seu Monológio, pois percebeu que baseava-se em um raciocínio indutivo e com isso dedicou-se em sua obra Proslógio a apresentar um raciocínio que bastava a si próprio como prova sem depender de premissas externas.

Assim na obra Proslógio, Santo Anselmo defende sua crença na existência de Deus através da frase: “aquele que não se pode conceber nada que seja maior”. 

Para Santo Anselmo, uma vez que o intelecto que interpreta a realidade não é maior que a própria realidade em si, logo “aquele que não se pode conceber nada que seja maior” não deve existir somente no intelecto, mas sim na própria realidade, ou seja, de fato Deus existe e a obra Proslógio se dedica a estabelecer sua identidade. 

Outras obras de Santo Anselmo

Em suas outras obras, Santo Anselmo fez defesas das doutrinas cristãs e da Trindade, sempre buscando afirmá-las a partir de princípios filosóficos e lógicos. 

Assim, entre os assuntos abordados em suas obras também se incluem o livre arbítrio, a Virgem Maria, Pai, Filho, Espírito Santo e a expiação e a morte de Cristo.

Frases de Santo Anselmo

Mulher rezando

A filosofia de Santo Anselmo é focada em princípios lógicos e por isso muitas vezes pode ser expressa através de frases. 

Aqui vamos trazer algumas dessas frases de Santo Anselmo:

  • “Não busco compreender para crer, mas creio para compreender.”
  • “Acreditamos que vós (Deus) sois algo que nada se pode conceber que vos seja maior.”
  • “Basta pensarmos em Deus para sabermos que ele existe.”
  • “Por um momento, dedique seu tempo a Deus e descanse um momento nele.”
  • “Ensine-me a procurá-lo e a revelá-lo quando eu o procurar, porque não posso procurá-lo a menos que você me ensine ou o encontre, a menos que se revele.”
  • “Peço-lhe, Senhor, que sinta com o coração o que toco com inteligência.”
  • “Tire a graça, e você não tem nada para ser salvo. Elimine o livre arbítrio e você não tem nada que possa ser salvo.”

Como Santo Anselmo prova que Deus existe?

Como falado anteriormente, em sua obra “Proslógio”, Santo Anselmo afirma a existência de  “aquele que não se pode conceber nada que seja maior”.

Através de seu raciocínio somos apresentados a comparação entre o intelecto e a realidade. Não sendo o intelecto maior que a realidade afirma-se que algo que exista somente no intelecto humano não pode ser maior ou igual a realidade.

Assim sendo, “aquele que não se pode conceber nada que seja maior” não pode estar restrito somente às fronteiras do intelecto, sendo maior que este torna-se parte da realidade. 

Por consequência, Deus e a realidade assumem da mesma forma, não podendo Deus ou  “aquele que não se pode conceber nada que seja maior” estar restrito às barreiras do intelecto por não haver nada maior que Ele. 

Gostou de saber mais sobre quem foi Santo Anselmo e seus pensamentos? Aproveite para ver outros temas relacionados que separamos especialmente para você.

Especialistas online

Cigano Italo

Tarologo

97% Avaliações Positivas

964 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Cigana Hannah

Taróloga, Clarividente e Taro do Amor

99% Avaliações Positivas

7899 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Yshmah Hamed

*Taróloga e Psicóloga*

90% Avaliações Positivas

2236 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Ametista Taróloga e Terapeuta

Taróloga, Mesa Radiônica, Sensitiva

95% Avaliações Positivas

3291 Consultas

R$30 por 15min.

CONSULTAR AGORA

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *