Saiba agora quem foi Santo Agostinho e sua importância!

quem-foi-santo-agostinho

Filho de Santa Mônica, esse é um dos Santos mais relevantes na doutrina Católica. Não só pelos seus milagres e pregação, mas também pela produção filosófica que o colocam como um dos mais importantes pensadores da história. Venha conhecer um pouco mais da história e entenda quem foi Santo Agostinho, um dos Santos mais influentes de todos os tempos.

Quem foi Santo Agostinho e sua trajetória

Aurélio Agostinho nasceu na cidade de Tagasta, onde hoje está Suk Ahras, na Argélia. Seguiu várias linhas filosóficas e converteu-se ao Cristianismo em 387, quando foi batizado. Morreu aos 75 anos, também na Argélia. É o maior teólogo do Cristianismo e o maior filósofo desde Aristóteles. Sistematizou o pensamento cristão ao incorporar ideias de Platão e seu pensamento serviu como base para toda a Teologia Cristã ocidental.

Nascido em 13 de novembro de 354, era o filho primogênito do pagão Patrício e da mãe Mônica, uma cristã fervorosa que foi canonizada anos depois e tem seu dia celebrado em 27 de agosto, um dia antes da festa em homenagem ao seu filho. Agostinho seguia o exemplo do pai ao não se importar com a fé.

Santa Mônica entendia que a conversão do filho se daria no tempo certo, na hora de Deus. Por isso, adiou ao máximo seu batismo para que ele não profanasse este sacramento. Aos 11 anos, Agostinho foi enviado para estudar literatura cristã na cidade de Madaura e se afastou ainda mais do Cristianismo.

Com 17 anos, estudou retórica em Cartago. Foi lá que começou a seguir a doutrina maniqueísta, que enxerga o mundo apenas como bem e mal, algo renegado pelo cristão. Também virou um hedonista, doutrina pela qual o prazer era um fim absoluto da vida.

Dois anos depois, passou a viver com uma mulher da cidade com quem teve um filho chamado Adeodato. O relacionamento durou 13 anos e durante todo esse tempo Santa Mônica orava para que o filho se convertesse.

A história que explica quem foi Santo Agostinho e sua importância

Tornou-se um professor de retórico e chegou a abrir uma escola em Roma. Aproximou-se da doutrina do ceticismo após decepcionar-se com algumas incoerências do Maniqueísmo. Então, sua mãe foi morar em Roma e passou a influenciar seu comportamento. Começou a se aproximar do bispo Ambrósio, futuro Santo Ambrósio de Milão e se converteu ao cristianismo depois de terminar seu relacionamento.

Depois de se batizar com o filho Adeodato, então com 15 anos, passou então a escrever contra o maniqueísmo. Suas obras ficaram tão importantes que foi considerado Doutor da Igreja.

Santo Agostinho se preocupava com a formação religiosa do filho e sofreu muito quando ele faleceu precocemente. Ao retornar a Tagaste, sua mãe também faleceu. O desespero foi contido pelo apego à fé.

A morte de Santo Agostinho aconteceu por no dia 28 de agosto de 430, quando a igreja já era forte na cidade de Hipona, o que lhe deixava feliz mas, por outro lado, as perseguições contra os fiéis em sua cidade o entristecia. Os restos mortais do santo foram levados à Itália no ano de 725.

A filosofia de Santo Agostinho

Santo Agostinho estudava sobre como conciliar fé e razão. Para ele, a filosofia antiga e pagã era uma preparação da alma para a compreensão futura da verdade revelada. Sem o intelecto, seria impossível entender as Sagradas Escrituras.

Mas, ainda segundo a doutrina de Santo Agostinho, o ser humano precisa da luz divina para chegar ao conhecimento completo, da mesma forma que o olho precisa da luz do sol para enxergar.

A mente, criada à imagem e semelhança de Deus, tem uma centelha divina que nos torna capazes de entender as verdades eternas. Essa é a chamada Teoria da Iluminação de Santo Agostinho, algo semelhante ao que Platão pregou, segundo o qual as ideias já residiriam na alma e o filósofo tem o dever apenas de despertá-las.

Oração a Santo Agostinho

Dentre as diversas orações criadas para pedir intercessão a Santo Agostinho, a que segue abaixo pinta como uma das que mais nos faz lembrar de tão notável figura nos momentos ruins, como os que ele passou ao chegar à cidade natal depois da morte do filho e da mãe. Vale a pena reservar uns minutos para que Santo Agostinho olhe por nós, nos ajudando nas dificuldades da caminhada terrena:

“Gloriosíssimo Pai Santo Agostinho, que por divina providência foste chamado das trevas da gentilidade e dos caminhos do erro e da culpa a admirável luz do Evangelho

E aos retíssimos caminhos da graça e da justificação para ser ante os homens vaso de predileção divina e brilhar em dias calamitosos para a Igreja, como estrela da manhã entre as trevas da noite:

Alcançai-nos do Deus de toda consolação e misericórdia o sermos chamados e predestinados, como Vós o fostes, a vida da graça e a graça da eterna vida, onde juntamente convosco cantemos as misericórdias do Senhor e gozemos a sorte dos eleitos pelos séculos dos séculos.

Amém.”

Agora que você já sabe quem foi Santo Agostinho, confira também:

Compartilhe nas redes sociais

Avatar
Astrid
A redação do Astrocentro traz para você os melhores conteúdos de astrologia, tarot, vidência e muito mais. A sua experiência é muito importante para nós, então não se esqueça de deixar o seu comentários falando o que acha do nosso blog, viu? Beijinhos!

Especialistas online