Meditação para concentração – Saiba já como fazer e melhore sua produtividade

meditação para concentração

A meditação para concentração pode auxiliar as nossas mentes que estão perdidas em pensamentos 47% do tempo, de acordo com pesquisadores da Universidade de Harvard. Para os alunos, esses pensamentos normalmente derivam de dois casos: remoer o passado ou preocupar-se com o futuro.

O primeiro pode causar tristeza e depressão, e o último pode produzir estresse e ansiedade. Se ignoradas, as emoções podem se tornar opressoras.

A meditação pode ajudar a afastá-lo do interminável “o que poderia ter sido” e “e se”.

Benefícios da meditação para concentração

A meditação para concentração pode mudar a estrutura e a função do cérebro por meio do relaxamento, que pode:

  • Reduzir o estresse, ansiedade e depressão
  • Aumentar o foco e a concentração do aprendizado
  • Melhorar a capacidade de memória e atenção
  • Construir um sistema imunológico mais forte e maior resiliência física / psicológica
  • Permitir um sono melhor

Embora todas as formas de meditação para concentração tenham como objetivo um objetivo semelhante, certos tipos são mais produtivos para pessoas diferentes. Alguns incluem:

1. Atenção Plena

Esta técnica concentra-se especificamente em sua respiração e observa os pensamentos à medida que eles passam por sua mente. O objetivo é simplesmente estar ciente de como você está se sentindo, para não ficar absorvido.

2. Concentração

A concentração se fixa em um ponto específico, seja uma palavra, respiração ou objeto. O objetivo é liberar seus pensamentos e manter ou redirecionar sua atenção naquele ponto, evitando que sua mente divague.

3. Esteja em movimento

A meditação para concentração nem sempre envolve ficar sentado quieto. Movimentos lentos e repetitivos, como ioga e tai chi, que focalizam a respiração podem ser igualmente eficazes para relaxar a mente e o corpo.

Meditar não requer reservar uma grande parte do seu tempo. Está comprovado que a simples economia de alguns minutos por dia reduz as distrações e aumenta o foco.

A meditação para foco usa a meditação da atenção plena para praticar colocar nossa atenção em nossa respiração, enquanto filtra as distrações e percebe sempre que nossa mente começa a divagar.

Se pudermos treinar nossa mente para manter a atenção nas coisas mais mundanas, como nossa respiração por longos períodos, isso servirá como uma habilidade transferível para nossa vida profissional ou escolar.

Usando um instrutor, uma sessão guiada irá coordená-lo através dos tipos de atenção plena para praticar, bem como fornecer um lembrete para perceber se sua mente está divagando enquanto você prática.

Por que a meditação para concentração é eficaz?

Por mais que tentemos, ser capaz de permanecer focado em nossa palavra conectada está se tornando cada vez mais desafiador. E, infelizmente, estar focado é a chave para a produtividade.

É impossível fazer qualquer coisa no trabalho ou na escola até que possamos nos sentar sem distração por um longo período e fazer as coisas.

Claro, o foco não é útil apenas na escola e no trabalho. É útil quando estamos tentando ler, tentando estar presentes, tentando passar o tempo com amigos e familiares. É útil na academia, ao tomar decisões difíceis e até mesmo ao dirigir.

Então, o que está causando nossa falta de concentração e foco?

A concentração eficaz, na verdade, tem menos a ver com tentar se concentrar e mais com ser menos distraído. O essencial é aprender a administrar ao tentar melhorar nosso foco são nossas distrações.

Essas coisas também não precisam ser externas. Claro, o barulho fora de sua janela ou colegas de trabalho irritantes podem interferir em nossa concentração.

No entanto, quantas vezes você gastou muito de sua energia, tempo e atenção reclamando do barulho do lado de fora ou se preocupando com a interrupção de seus colegas?

Mais ainda, muitas das distrações que desviam nossa atenção das tarefas pessoais começam dentro de nossas cabeças. Talvez eles comecem como um desejo, preocupação ou pensamento.

Com a meditação como foco, podemos treinar nossas mentes não apenas para colocar nossa atenção em algo por longos períodos, mas também para melhor identificar as distrações e rapidamente deixá-las ir, e voltar nossa atenção para a tarefa à mão.

Usando a meditação da atenção plena, praticamos colocar nossa atenção nas sensações físicas que nos ancoram ao presente. Por exemplo, nossa respiração e cada inspiração e expiração, ou pontos físicos de contato, como nosso peso ou qualquer sensação de formigamento.

À medida que fazemos a meditação para concentração, o que você inevitavelmente verá acontecer é que nossa mente começará a divagar. Às vezes, ele vagueia tanto que esquecemos que estávamos tentando meditar em primeiro lugar!

O importante é que, com prática suficiente, possamos nos tornar cientes disso mais rápido e, com mais prática, melhorar e voltar nossa atenção para o que estamos tentando nos concentrar.

5 dicas para fazer a meditação para concentração você mesma!

Começar sua prática de meditação para concentração envolve apenas algumas etapas que serão cada vez mais fáceis com o tempo. Comece com sessões de cinco minutos e vá aumentando até períodos mais longos à medida que se torna mais confortável com o exercício.

Você precisará encontrar um lugar tranquilo onde não seja interrompido. Essas curtas sessões de meditação focada podem ser praticadas em qualquer lugar e a qualquer hora, esteja você no conforto de sua casa ou em um escritório no trabalho. A chave é praticar sua meditação focada em um ambiente calmo.

  1. Escolha um alvo para seu foco. Focar na respiração é uma boa escolha, pois geralmente é o ponto de entrada para qualquer prática de meditação.
  2. Fique em uma posição confortável. Sente-se direito. Se você estiver sentado em uma cadeira, sente-se bem na beirada dela, relaxando em seus ossos pélvicos com os pés no chão. Se você estiver sentado no chão, de preferência apoie-se em uma almofada ou bloco de modo que suas coxas fiquem relaxadas e sua coluna permaneça alta.
  3. Relaxe seu corpo. Solte os ombros e respire pela barriga. Você pode cruzar as pernas, mas não precisa se ficar mais confortável em outra posição, contanto que possa relaxar totalmente sem adormecer.
  4. Volte sua atenção para o alvo escolhido. Concentre-se nas sensações, incluindo som, cheiro, visão e detalhes do seu ponto focal. A ideia não é pensar sobre isso, mas simplesmente vivê-lo, estando totalmente presente no momento. Se você estiver se concentrando na respiração, por exemplo, preste atenção às sensações que experimenta ao inspirar e expirar a cada respiração.
  5. Acalme sua voz interior. Se o seu monólogo interno começa a analisar seu alvo ou começa a repassar situações estressantes do dia, se preocupar com o futuro, fazer uma lista de compras de supermercado ou qualquer outra coisa, volte suavemente sua atenção para o alvo escolhido e a sensação que ele proporciona. Você pode estar se concentrando em algo, mas o objetivo é manter a mente tranquila.

Não se preocupe com o fracasso. Se você perceber que sua mente está envolvida com você e perceber que não está totalmente presente com as sensações do alvo escolhido, não deixe seu perfeccionista interior bater em você por fazer “errado”. Simplesmente parabenize-se por perceber e volte ao momento presente e às sensações que está experimentando.

Compartilhe nas redes sociais

Avatar
Nadini Lopes
Nadini de Almeida é jornalista, sacerdotisa da Tradição Diânica Nemorensis e da Tradição Gardneriana, tendo sido iniciada em Nova Iorque. É ordenada pela Fellowship of Isis e membro do Museu de Magia e Bruxaria do Brasil.

Especialistas online