Entenda melhor o que é o amor Platônico

Platão foi um filósofo e matemático da Grécia antiga, um dos fundadores da primeira instituição de educação superior do ocidente e uma das pessoas que mais influenciaram nossa maneira de ver o mundo. Todas as suas ideias estão registradas em diálogos, como “O Banquete”, onde ele fala muito sobre o amor.

 Para o filósofo, a paixão é cega, material, efêmera e falsa. O amor é algo puro, que não se fundamenta em interesse ou na beleza, mas nas virtudes do outro.

A origem do amor Platônico

O termo Amor Platônico foi usado pela primeira vez no século XV, pelo filósofo Marsilio Ficino. A expressão falava do amor focado na beleza do caráter e na inteligência e não no aspecto físico do outro. Hoje em dia usamos o termo com uma conotação bem diferente.

Todo mundo já teve um amor platônico, mesmo que não saiba. Podemos dizer que existem duas formas desse tipo de amor. Uma é quando temos uma relação idealizada, mas sem o sexo envolvido. Pode ser uma amizade intensa, que outras pessoas juram que existe algo a mais.

A mais comum, porém, é aquela em que nutrimos um sentimento forte por uma pessoa que está distante, ou que nem conhecemos direito. É quando sonhamos com um relacionamento impossível, pois nossos sentimentos não são correspondidos. Ficamos horas sonhando acordadas, imaginando como seria o toque, a convivência, os filhos. Mas não fazemos nada para que esses planos se tornem realidade, muitas vezes por medo de que as expectativas não condigam com a realidade. E realmente, não vão condizer, mesmo.

Platão tinha uma teoria muito interessante. A de que existem dois mundos: o mundo das ideias e o mundo sensível. Segundo ele, antes só existia o mundo das ideias, com conceitos abstratos e portanto, perfeitos, como o bem, a verdade, etc. Depois, um ser supremo chamado Demiurgo resolveu concretizar um pouco as coisas, construindo o mundo em que vivemos, com as pessoas, a sociedade, os animais, os costumes, etc.

Para o pensador, o mundo sensível é imperfeito, pois é uma cópia do primeiro, por isso é cheio de falhas de interpretações e imperfeições.

Vamos dizer que o amor platônico vive no mundo das ideias enquanto que o relacionamento vive no mundo sensível. Por mais imperfeito que seja, é onde experimentamos as coisas, as sensações e no fim, vivemos. É bom ficar no mundo das ideias por um tempo, mas essa realidade mais concreta também merece atenção.

Cultive um amor platônico, é gostoso, mas não esqueça de quem está ao seu lado, com defeitos e virtudes. É ele quem vai realizar sonhos com você!

Leia também:

Aprenda uma simpatia para abrir as portas do emprego

Especialistas online

Alexandre Nunes

BARALHO CIGANO, TERAPEUTA HOLÍSTICO

98% Avaliações Positivas

527 Consultas

R$4,49 por min. R$2,18 por min.

CONSULTAR AGORA

Gigi Batista

Taróloga/Terapêutica

97% Avaliações Positivas

213 Consultas

R$4,49 por min. R$2,18 por min.

CONSULTAR AGORA

Leonard Tarólogo

Tarólogo e Cartomante

99% Avaliações Positivas

6068 Consultas

R$4,49 por min. R$2,18 por min.

CONSULTAR AGORA

Yshmah Hamed

*Taróloga e Psicóloga*

90% Avaliações Positivas

2175 Consultas

R$4,49 por min. R$2,18 por min.

CONSULTAR AGORA

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *