Conheça a história de São Jorge, o guerreiro que virou santo

Ele é um dos santos mais venerados por pessoas do mundo inteiro. Ingleses, espanhois, búlgaros, russos e claro, os brasileiros carregam imagens, fazem orações e celebram seu dia especial. Mas você sabe quem foi o santo? Ententa a história de São Jorge, o guerreiro.

Não existem muitos documentos confiáveis que contam a trajetória, então, o que sabemos é muito vago:

A história de São Jorge – o guerreiro

Jorge nasceu na Palestina. Seu pai era militar e morreu quando ele era criança. Já na adolescência seguiu a carreira do pai e se tornou um dos melhores soldados da corte.

No ano de 302, o imperador ordenou que todos os soldados cristãos fossem presos e que os outros oferecessem sacrifícios para os deuses romanos. Jorge protestou, alegando na frente de todos que era cristão. Para não perder uma peça tão valiosa em seu exército, o imperador tentou convencê-lo a se converter, oferecendo terras, ouro e dinheiro. Como o soldado não mostrou interesse, o imperador tentou uma abordagem diferente, torturando-o de diversas  maneiras. Milagrosamente, Jorge saiu ileso das torturas e então foi decapitado.

No começo, Jorge passou a ser venerado como um mártir, mas na época das Cruzadas teve sua imagem melhorada e associada ao dragão, que representava o mal e o demônio.

A Lenda de São Jorge, o guerreiro

Quando pensamos no grende batalhador, logo nos vem à mente um soldado montado em um cavalo branco, com uma cruz vermelha em um fundo branco, enfrentando um dragão com sua espada. Vamos entender a história de São Jorge, o guerreiro.

Diz a lenda que Jorge passava por um vilarejo na África, que estava dominado por um terrível dragão. Ele cobrava dois carneiros por dia para não destruir o povoado e depois, passou a exigir uma vítima humana.

Um dia, a sorte definiu que a filha do rei deveria ser oferecida ao monstro e, quando ela já estava chegando ao encontro do dragão, Jorge chegou, feriu e amarrou a boca do monstro com o cinto da princesa. Os dois foram levados ao centro da vila e todos os moradores se converteram ao cristianismo em agradecimento.

Em 1969 a Igreja Católica tentou tirar São Jorge da lista de santos, mas houve muita revolta e o Papa Paulo VI permitiu que ele continuasse sendo celebrado pelos fiéis.

Além de ser o padroeiro de diversos países e cidades como Inglaterra, Catalunha e Rio de Janeiro, São Jorge, o guerreiro, também é o santo de um dos times de futebol mais populares do Brasil, o Corinthians.

Saiba mais:

 

Compartilhe nas redes sociais

Avatar
Yara
Trabalhando como jornalista e astróloga, Yara Vieira, divide o seu tempo sendo especialista em conteúdo web e analisando tudo o que está escrito nas estrelas. Há mais de 5 anos é redatora no Astrocentro e tem como hobbie ler, assistir muitos filmes e explicar o que é Mapa Astral para os amigos.

Especialistas online