Astrologia

O que é Astrologia?

Nos últimos anos a Astrologia ganhou uma força que a tornou bastante popular no nosso meio. Claro que ela é conhecida há anos - e coloque anos aí -, mas em 2016 ela voltou com sua fama no auge. Os signos e os mapas astrais tomaram conta das redes sociais, das conversas, dos flertes e até nas entrevistas de emprego se tornaram pauta.


Mas você sabe o que é Astrologia?

Para começar precisamos deixar claro que ela vai muito além dos signos solares. Isso porque a Astrologia é uma das ciências mais antigas da humanidade e é destinada a entender as relações entre os astros e sua influência na Terra, mais especificamente, no ser humano. Ela também ajuda a entender as relações amorosas, profissionais e familiares, fornecendo informações para alcançar os seus objetivos.

Como são muitos astros, muitos signos, muitos posicionamentos, podemos dizer que a Astrologia reúne um conjunto de análises sobre o que está acontecendo no céu e como essa energia é capaz de induzir a vida humana. E a melhor maneira de entender essa ação dos astros é analisando a influência deles em cada pessoa.


Parece bem complexo, não é?

Mas relaxa que com o Astrocentro será muito fácil entender o que é Astrologia!

Por isso, se você quer mesmo aprender sobre essa pseudociência, precisa entender antes de tudo que o modo como os astros mexem comigo é diferente de como eles atuam sobre você. E mesmo que sejamos do mesmo signo solar, o que realmente importa é o posicionamento em que o céu se encontrava no momento do nascimento de cada um. 

Assim, a verdade acaba sendo que todos os 12 signos existentes no zodíaco são capazes de influenciar a nossa vida e sermos uma mistura de influências e ligações deles. 

É por conta disso que é importante realizar o Mapa Astral - que é uma ferramenta da Astrologia -, pois ele revelará quais são os traços da sua personalidade, o seu jeito de ser e agir, e como lidar com a influência do céu no dia a dia.

Por que meu Horóscopo não funciona?

O Horóscopo é uma das ferramentas astrológicas mais usadas no cotidiano. Ele funciona como previsões sobre o que acontecerá com cada signo em um determinado período. É comum encontrar nos jornais, revistas e blogs uma coluna com informações mensais, semanais e até diário sobre o nosso futuro. 

Só que muitas pessoas não acreditam em Astrologia justamente porque quando vão ler o Horóscopo, não se encontram no que leem. Ou muitas vezes esperam que aquela coisa, que o horóscopo prometeu, aconteça e na verdade nunca se realiza.  

Se esse for o seu caso, e você está se perguntando “por que meu Horóscopo não funciona?”, nós do Astrocentro temos a resposta para você!

Como já dissemos anteriormente, para falar sobre a sua personalidade e as influências dos astros sobre você depende do posicionamento em que o céu se encontrava no dia do seu nascimentos. E como a maioria dos Horóscopos feitos por aí, mostram como será  somente a influência do Sol sobre os 12 signos do Zodíaco durante aquele período - seja um ano, um mês, uma semana ou um dia - ele acaba sendo raso e não batendo com todas as informações. 


Então o Horóscopo é uma mentira? Não!

Muitas pessoas se identificam com os Horóscopos porque o nosso signo Solar é o mais forte, aquele que representa melhor a nossa personalidade, ele é o que as pessoas estão mais acostumadas a entender como essa energia atua em nossa vida. 

É importante explicar que o Sol realmente vai sempre ter um poder muito forte sobre a gente. Só que todos os outros astros também são influentes e é por isso que não podemos esquecê-los. Ainda mais porque o signo solar, em algumas pessoas, não são o signo mais dominante. 


Como isso pode acontecer? Simples!

Dependendo do exato momento em que você nasceu, o Sol pode estar em Áries, porém os outros Planetas podem estar alinhados com Virgem. Assim, a influência do sexto signo do Zodíaco, para você pode ser muito mais forte que o primeiro. Entendeu? 

É por conta disso que todos os astrólogos contam a importância de fazer o Mapa Astral. Afinal, só desta maneira que você saberá exatamente quais signos, Planetas e Casas são mais fortes em sua vida!  

Mas o que é Mapa Astral que vocês tanto falam?

O Mapa Astral é a ferramenta mais importante da Astrologia. É com ele que conseguimos entender a influência dos astros na vida humana. Ele é um compilado de informações sobre a tendência que alguns traços da sua personalidade terão. Entendeu? 

Realmente é algo muito complexo, tanto que o Mapa Astral é dividido em diversas partes para explicar exatamente como vamos agir em cada área da vida. 


O que é Mapa Astral? 

O Mapa Astral, na Astrologia, é o gráfico do céu no exato momento do seu nascimento. Tendo a noção de como cada Planeta e Casa estavam sendo influenciados pelo signo, é possível obter grandes informações sobre a personalidade da pessoa nascida naquele momento. 

Quando recém-nascida não é algo muito necessário, pois quem terá acesso a essas informações serão os pais. Talvez isso os ajude a entender mais sobre sua personalidade e se adaptar às suas características, mas não é algo muito comum. 

Agora fazer quando adulto é essencial, pois ele ajuda no autoconhecimento. Sem contar que é uma ótima opção para quem busca um direcionamento na carreira, nos relacionamentos e até mesmo na forma da realização dos seus sonhos.


Como funciona o Mapa Astral na Astrologia?

O Mapa Astral tem como função mostrar a influência que todos os astros têm sobre sua vida. Ele é composto por 12 Casas que recebe a influência de um Signo e de um Planeta, como foi explicado anteriormente. Assim, cada um desses campos representa alguma área da sua vida: relacionamento, família, saúde, trabalho e até espiritualidade. 

Por isso que dependendo do horário e do local do seu nascimento, você terá uma influência diferente dos astros. E somente fazendo o seu Mapa Astral você será a noção de todas as ações que os astros são capazes de ter sobre você. 


O Mapa Astral revela muito sobre você, por isso tenha cuidado!

Saber o que é Mapa Astral não é uma tarefa fácil. Isso porque todas as informações que você recebe através dele é algo muito revelador e complexo. Sabendo que ele é uma espécie de retrato que mostra toda a sua personalidade, precisa tratá-lo como algo bem íntimo. 

Pode parecer loucura, mas o Mapa Astral é um forma da Astrologia te ajudar a se entender. Porém outras pessoas também poderão saber como você funciona. Isso pode ajudá-las a te manipularem e conseguir coisas de ti através de suas fraquezas. Por isso é necessário mostrar somente em quem sente confiança para revelar as suas verdades.

Mas afinal, o que são signos?

Os Signos são marcações imaginárias, como meridianos, que dividem a Terra em relação ao espaço celeste em doze partes iguais. Muitas pessoas acreditam que os signos são constelações, quando na verdade essas famosas constelações foram utilizadas pelos povos antigos para demarcar esses meridianos no zodíaco.

Esses espaços são ativados pela atuação dos planetas, que transitam por esses doze meridianos, os Signos do Zodíaco. O Signo mais conhecido é o signo solar - ou seja, se você é taurina, o Sol estava no signo de Touro no momento do seu nascimento. Viu como é simples?

As casas, por sua vez, são marcações fixas que correspondem ao Zodíaco (são 12 casas para 12 signos, e cada casa se relaciona com um signo: a casa 1 fala sobre identidade, começo e iniciativa, por isso é a casa de Áries, e assim por diante), mas podem formar ângulos mais agudos ou obtusos a depender do horário em que a pessoa analisada nasceu. Os signos tem exatamente 30 graus de espaço cada um. Mas vamos falar novamente mais adiante.

Se ainda está se perguntando o que são signos, lembre-se que na Astrologia eles são os 12 do zodíaco: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes. Cada um deles possui suas características e em determinada data tem uma maior influência sobre a Terra.

As características de cada signo na Astrologia:

21/03 a 20/04

Áries

Positivo: Corajoso, pioneiro, empreendedor, destemido. intuitivo.
Negativo: Intrometido, agressivo, preocupado consigo, competitivo, defensivo e descuidado.

21/04 a 20/05

Touro

Positivo: Determinado, habilidoso, perseverante, prático, sensualmente perceptivo.
Negativo: Teimoso, avarento, obstinado, preguiçoso, comodista, e materialista. 

21/05 a 20/06

Gêmeos

Positivo: Comunicativo, flexível, interessante, engenhoso, inteligente e curioso.
Negativo:
Dispersível, superficial, mutável, tagarela, indeciso e manipulador.

21/06 a 22/07

Câncer

Positivo: Cuidadoso, afetuoso, protetor, sensível, receptivo e romântico. 
Negativo:
Dependente, melancólico, retrógrado, emocionalmente instável.

23/07 a 22/08

Leão

Positivo: Criativo, generoso, decidido, expressivo, afetivo, rigoroso e altivo.
Negativo:
Egoísta, voluntarioso, presunçoso, exagerado, exigente, dramático e vaidoso.

23/08 a 22/09

Virgem

Positivo: Criterioso, útil, eficiente, organizado, detalhista, analítico e prático.
Negativo:
Crítico, queixoso, perfeccionista, puritano e preocupado. 

23/09 a 22/10

Libra

Positivo: Cooperativo, equilibrado, artístico, diplomático, interessado e sociável.
Negativo: Manipulador, indeciso, influenciável e superficial.

23/10 a 21/11

Escorpião

Positivo: Intenso, profundo, controlado, poderosos, perceptivo e passional.
Negativo: Possessivo, controlador, desconfiado, vingativo e rancoroso.

22/11 a 21/12

Sagitário

Positivo: Expansivo, otimista, honesto, filósofo, sincero, respeitoso e aventureiro.
Negativo: Excessivo, fanático, grosseiro, irresponsável, atirado e não tem limites.

22/12 a 20/01

Capricórnio

Positivo: Responsável, bem-sucedido, ambicioso, trabalhador e respeitoso.
Negativo: Crítico, autoritário, rígido, pessimista, aproveitador e pão duro.

21/01 a 18/02

Aquário

Positivo: Original, inventivo, progressista e altruísta.
Negativo: Excêntrico, caprichoso, rebelde, frio e revolucionário.

19/02 a 20/03

Peixes

Positivo: Idealista, espiritual, sensível, generoso, romântico e sonhador.
Negativo: Medroso, irrealista, instável e dependente.

A divisão dos signos na Astrologia

Os 12 signos do zodíaco são divididos de duas maneiras na Astrologia: 

A primeira é através dos 4 elementos que são conhecidas também como triplicidade, pois cada elemento possui um grupo com apenas 3 signos. 

Já a segunda é dividida pelas 3 expressões desses elementos, o resultado é chamado de quadruplicidade (qualidades), pois teremos um grupo de 4 signos para cada expressão. 

Entenda melhor abaixo como são feitas essas segmentações:

As Qualidades

Conhecidas também como Modos, as Qualidades são três expressões de cada um dos 4 elementos que seguem as quatros estações. Confuso, não é mesmo? Mas vem com calma que iremos te explicar. 

A Astrologia segue uma dinâmica com o período de três meses que existe em cada uma das quatro estações. Isso porque todas as estações passam por um começo, meio e fim durante esse tempo. E em cada mês a estação se manifesta na natureza de diferentes maneiras. 

Vamos usar o exemplo do inverno para entender melhor. No começo dessa estação não está tão frio quanto está no meio, e no final o tempo já está esquentando novamente, certo? É assim que as três qualidades representam as três partes das estações, sendo complementares e interdependentes. 

Os signos cardinais são aqueles que tender a dar início as coisas, ir atrás, fazer e acontecer. Já os signos fixos fazem a manutenção do que foi iniciado, é o que está trabalhando no que foi dado. Por fim os signos mutáveis são aqueles que vão lidar com a transição, a adaptação e a transformação das coisas. 

Assim, temos três expressões nas qualidades que sempre irá estar presente em cada um dos 4 elementos: 

O que são casas astrológicas?

A Astrologia conta também com 12 Casas astrológicas que possuem uma poderosa influência na nossa vida. 

Elas representam as divisões do céu e nunca mudam de lugar, mas o signo que estiver presente nela no determinado momento do seu nascimento - e que você terá acesso fazendo o seu Mapa Astral -, será o que vai definir o seu significado e o modo como ele intervirá na sua pessoa. 

Assim, os signos que estiverem posicionado em cada uma das suas Casa astrológica são o que definirão a sua maneira de se expressar, de lidar com as consequências dos seus atos e também mostrará como você tomará algumas atitudes. 

Cada um possui o seu próprio posicionamento. Por isso, se o seu Mercúrio estiver posicionado na Casa 1, será diferente do seu amigo que pode ter ele posicionado na Casa 5, entende? Isso funciona com os signos também. Se tiver Gêmeos na Casa 2, será diferente se o outro tiver posicionado na Casa 5. 

É importante também contar que as Casas astrológicas podem ser separadas através de três grupos: Angulares (Casas 1, 4, 7 e 10), Sucedentes (Casas 2, 5, 8 e 11) e Cadentes (3, 6, 9 e 12). Essa divisão é aplicada nas Casas da mesma forma como as expressões dos signos - Cardinal, Fixo e Mutável. 

Para entender melhor sobre Astrologia e as Casas astrológicas, você pode tentar assimilar como a vida. Durante esse período, cada um de nós vivemos o nosso próprio ciclo. Porém todo mundo começa no nascimento, cresce, amadurece e morre. Ok? 

Assim, no começo da vida aprendemos como nos expressar, descobrimos quem somos e esse seria o significado da Casa 1. Depois disso começamos a receber responsabilidades, fazer escolhas, criar um lar, estabelecer uma família, encontrar um amor e coisas da vida, sabe? Dessa maneira vamos vivendo nossa fase até chegarmos no final e finalmente entender a nossa missão na vida, que é basicamente a lição da Casa 12.  

As Casas também seguem as características dos signos, como você pode perceber. A Casa 1 seria a de Áries que traz as expressões, a 2 é a Casa de Touro que fala sobre as suas finanças, a 3 é de Gêmeos que fala sobre comunicação, e assim vai, entendeu?

Claro que cada Casa possui o seu próprio significado e, dependendo do signo que tiver lá, é a sua forma de lidar com essa área específica da sua vida. Complexo, não é mesmo?

Os significados das casas astrológicas

Casa 1: Identidade

Essa Casa na Astrologia é a de Áries e se refere a sua auto-imagem. É ela que definirá sua maneira de lidar com o seu ego e suas vontades pessoais. O signo que estiver nesta Casa será o seu Ascendente no Mapa Astral. O que o tornará responsável pela sua forma de se mostrar ao mundo. Ou seja, representará sua forma física, saúde, personalidade e até seu estilo. 

Casa 2: Riquezas e posses

A segunda Casa astrológica fala sobre a sua maneira de lidar com o dinheiro, bens materiais e a ambição e por isso é a Casa de Touro. O signo que estiver posicionado nela vai te influenciar nas questões que envolvem riquezas materiais. Essa Casa também acaba sendo a responsável por manipular os seus talentos, esforços e vocações para sua vida profissional.

Casa 3: Comunicação e relacionamentos

Sua forma de comunicação e de relacionamentos irão depender da Casa de Gêmeos, a 3. Mas não são relacionamento amorosos e sim familiares como será sua vivência com seus irmãos, amigos e laços desse tipo. Essa Casa também é responsável pela sua inteligência. É aqui que você vai ver a sua maneira de buscar por novos conhecimentos, se aprende rápido, se gosta de estudar, tudo vai depender do signo posicionado aqui.

Casa 4: Família e o lar

Essa Casa astrológica é a de Câncer e por isso a representação é a família. Como é sua maneira de lidar com seus pais? A importância que você dá para o lar? É o signo que está nela que vai definir tudo isso. A sua maneira de ser dentro de casa, como se sentirá e qual será o tipo de família que você sonha. Será importante principalmente para as suas ligações desde a infância.

Casa 5: Criatividade, diversão e romances

Essa Casa astrológica é a de Câncer e por isso a representação é a família. Como é sua maneira de lidar com seus pais? A importância que você dá para o lar? É o signo que está nela que vai definir tudo isso. A sua maneira de ser dentro de casa, como se sentirá e qual será o tipo de família que você sonha. Será importante principalmente para as suas ligações desde a infância.

Casa 6: Aperfeiçoamento e superação

A Casa de Virgem é a 6 e é responsável pela sua saúde, bem-estar e trabalho. Essa é a área que vai mostrar como você lida com seu ambiente profissional e o seu crescimento pessoal. Como você se esforça para ser o mais inteligente? O mais estudioso? O mais saudável? Bom, o signo que estiver aqui indicará como você lidará nessa área.

Casa 7: Atração e relação amorosa

A relação tratada na Casa 7 é diferente da Casa 3. Aqui falaremos sobre atração, casamento, amor e a sua forma de lidar com o mundo, coisas mais ligadas ao signo de Libra. A atração da Casa 3 é mais voltada para comunicação, pois têm sua conexão com o signo de Gêmeos. Já essa aqui será a maneira como você vai se socializar com amigos, criar laços com parceiros e interação com colegas de trabalho.

Casa 8: Mudanças e transformações

Diversos tipos de mudanças estão sempre ocorrendo em nossa vida. Assim, a Casa 8 será a responsável pela forma como lidamos com essas novidades e por isso é a Casa de Escorpião. O signo que estiver posicionado aqui será o que vai definir a sua maneira de evolução em relação às transformações que surgirão em sua vida.

Casa 9: Leis, espiritualidades e liberdade

Como você lida com a religião? Suas crenças? A liberdade do seu espírito? Bom, o signo que estiver na Casa 9 vai ditar sua maneira de agir nesta questão. Aqui é onde você vai mostrar o seu interesse pela espiritualidade, filosofia e por isso é a Casa de Sagitário. Dependendo da sua visão de mundo que a nona Casa traz, é possível que ela também seja a razão dos seus sonhos e quem ditará o rumo de sua vida.

Casa 10: Ascensão social e carreira

A décima Casa astrológica representa a nossa maneira de subir na vida, assim como as ambições de Capricórnio. Sabe aquela história de “construir seu império”? Então, essa é a Casa que vai mostrar a sua maneira de batalhar para conseguir isso. O signo que estiver posicionado nela será o responsável pelo seu foco na carreira. Desta maneira, as preocupações com classe social, status, reputação e sonhos dependem na Casa 10.

Casa 11: Novas experiências e possibilidades

Já se perguntou como você lida com as novidades que surgem no seu dia a dia? Pois a Casa 11 é a responsável por essa área e por isso é Casa de Aquário. É ela que influenciará na sua maneira de viver novas possibilidades, seja na amizade, no amor e na profissão. Aqui é a Casa de como você vai agir para fazer essas coisas acontecerem, que mostrará como você toma iniciativa para agarrar as oportunidades e que pode até te mostrar a missão que você veio para realizar nessa vida.

Casa 12: Aprendizado do passado

A Casa 11 te ajuda a entender a missão da sua alma, já a Casa 12 te ensinará a superar os problemas que teve no passado. Essa é como se fosse a Casa do karma, mas não é preciso ter medo. As características do signo que estiver posicionado nela, são as coisas que você veio aprender a desenvolver ou, em outros casos, diminuir. Aqui é uma Casa que vai te ensinar a importância da compaixão, generosidade, humildade e honestidade e por isso é a Casa de Peixes.

As Casas Astrológicas e os Planetas

As Casas astrológicas nem sempre estarão ativadas em um Planeta no seu Mapa Astral. Mas o fato de parecer que não tem um Planeta naquele lugar é somente uma ilusão. Isso porque toda Casa é ativada por um signo, e como todo signo é regido por um Planeta, a Casa acaba tendo influência desse Planeta também. Entendeu? 

Os Planetas e sua influência na Astrologia

Os principais astros do nosso sistema solar são os planetas, o Sol e a Lua, mas na Astrologia eles são considerados todos Planetas. É importante entender isso, pois são eles que regem os signos e as nossas áreas pessoais. 

No Mapa Astral eles podem revelar as funções psíquicas de uma pessoas e, junto aos signos posicionados em cada um deles, a forma que se expressarem. Assim, eles se dividem em três partes importantes da vida de um ser humano:

Pessoas

Sociais

Transpessoais

Planetas pessoais e suas características


Os Planetas pessoais são os que te afetam diretamente de forma muito particular. São os mais próximos da Terra e por isso tem mais influência em sua vida.

Sol

Esse é o Planeta que representa a vitalidade, energia, vontade, força e sua auto-imagem. Por isso o signo Solar é o mais forte - e popular - do zodíaco. É o que a gente mais mostra no dia a dia e o que mais nos influencia. O Sol fica aproximadamente 30 dias em cada signo.

Lua

A Lua é a representação do seu lado emocional na Astrologia. A forma como você lida com as amizades e família - principalmente com sua mãe - terá influência da Lua. Esse Planeta também mostra a forma que você busca proteção, segurança e harmonia. Sendo assim uma área mais íntima e inocente da sua vida. A Lua fica aproximadamente 2 dias e meio em cada signo.

Mercúrio

A energia desse Planeta já é mais voltada para o seu lado racional. Essa será a área que influenciará na sua maneira de se relacionar mentalmente, se comunicar, aprender e até memorizar. O signo que estiver posicionado nesse Planeta ditará a sua forma de criar conexões, pensar, se informar e questionar.

Vênus

Ah, o Planeta do amor! Ao contrário da Lua que lida com todas as suas emoções, a Vênus é quem vai guiar as suas relações amorosas. Tudo o que estiver ligado ao prazer sexual, romance e união terá influência desse Planeta.

Marte

O Planeta da ação terá influência em como as pessoas tomam iniciativas. Por isso o signo que estiver posicionado nele será o que guiará sua maneira de ir atrás dos seus sonhos, desejos e, de certa forma, é o que vai mostrar mais suas garras. Isso porque ele também é o que inspirou o seu lado mais agressivo e o defensivo.

Planetas sociais e suas características


Os Planetas sociais são os que possuem influência na Terra de forma geral. Ou seja, é algo sentido por toda a sociedade e não só por você. Isso acontece porque são Planetas mais distantes da Terra e, normalmente, são aqueles atuam em toda a geração daquele ano.

Júpiter

Esse Planeta é o que influenciará na forma de expansão. Seja físico, material, espiritual e até social, Júpiter é que vai descrever a maneira como você lida com as crenças, ideais e até o otimismo. Júpiter fica aproximadamente 1 ano em cada signo.

Saturno

De acordo com a Astrologia, o signo que estiver posicionado em Saturno é o que vai ditar a sua forma de lidar com os limites que vida impõem. Isso porque esse é o Planeta que influencia na sua maneira aceitar as leis, as responsabilidades e os deveres. Saturno fica aproximadamente 2 anos em cada signo.

Planetas transpessoais e suas características


Os Planetas mais afastados da Terra no sistema solar são os que representam os planetas transpessoais. Como eles demoram muito tempo nas suas órbitas, são os que demoram mais para mudar de posicionamento. Assim, eles são os que afetam o ser humano coletivamente por um período mais prolongado na história.

Urano

A forma que irá se renovar depende do Planeta Urano. Ele é quem vai despertar o seu lado mais radical, libertador, revolucionário e rebelde. O signo que estiver posicionado nesse Planeta trará as características de como você agirá em situações de mudanças, rupturas e até o choque. Urano fica aproximadamente 7 anos em cada signo.

Netuno

A maneira como atuamos para desenvolver a espiritualidade será influenciada por Netuno. Porém esse Planeta também o que vai agir para a sua maneira de ilusão, engano e negligência. Netuno fica aproximadamente 14 anos em cada signo.

Plutão

Mostra a forma como você lida com o poder de liderar e transformar. Esse é o Planeta do medo também, principalmente com coisas relacionadas ao fim como a morte. Assim, ele influencia na sua maneira de finalizar as coisas.

Os Eixos na Astrologia

Os Eixos na Astrologia são as divisões no Mapa Astral. É por isso que ele pode ser dividido em quatro ângulos que são conhecidos como quadrantes. Esse ângulos são separados pelo eixo horizontal que é conhecido como Ascendente e Descendente e o eixo vertical que é o Meio do Céu e o Fundo do Céu. Respectivamente essas divisões são as Cúspides (o início das linhas que marcam as Casas astrológicas) das Casa 1, 4, 7 e 10.

Signos Ascendentes e Descendentes

Quando fazemos o Mapa Astral é comum nos depararmos com algumas informações que nunca ouvimos falar. Esse é o caso dos signos Ascendentes e descendentes na Astrologia. Como são informações mais complexas de se conseguir (somente fazendo o cálculo do Mapa para ter o resultado) acabam não sendo tão conhecidos como o signo Solar.

Para acabar com essa dúvida, nós do Astrocentro, trouxemos uma breve explicação sobre o que são esses signos, porquê são importantes e como interpretá-los.


O que é o signo Ascendente?

á falamos da importância dos signos, Planetas e Casas na Astrologia. Mas ainda faltou uma das informações mais importante do Mapa Astral: o Ascendente.

O signo solar é bastante influente em nossa vida, pois é o que representa a nossa essência. Porém ainda não te apresentamos ao Ascendente, que apesar de citarmos que ele é o que rege a Casa 1, não falamos sobre a relevância desse signo.

O signo Ascendente (AC) é aquele que mostra o seu jeito de ser!

Sabe a maneira como você se posiciona nos acontecimentos da sua vida? Ou a forma que você mostra ser? Isso é tudo influência do signo Ascendente. Assim, dá para entender que ele é basicamente a primeira impressão que você passa. Incluindo até algumas características físicas.

Como sabemos qual o nosso signo Ascendente?

Para saber qual o signo Ascendente é necessário fazer o Mapa Astral, calculando a data, hora e local de nascimento podemos saber qual era o signo que estava posicionado na Casa 1, dando início ao Mapa e sequência as demais Casas. Depois disso podemos analisar quais são os signos que as regem e localizar onde estão os Planetas. Podendo começar uma análise mais complexa sobre a personalidade do indivíduo usando a Astrologia.

A importância do Ascendente

É necessários conhecer o seu signo Ascendente justamente porque ele te ajudar a entender melhor sobre sua personalidade. Como esse signo é a parte que mais transparece em você, principalmente depois dos 28 anos, ele é responsável por alguns desenvolvimentos internos seus como a melhora nas suas relações humanas e até a evolução espiritual.

O que é o signo Descendente?

Enquanto o signo Ascendente é o responsável pelo seu “eu-interior”, simbolizado pela Casa 1, o signo Descendente é o responsável por mostrar a sua forma de se relacionar com o outro que é a missão da Casa 7 na Astrologia. 

O que você espera do próximo? 

Como você lida com as vontades de outras pessoas? 

Qual o seu jeito de se aproximar de pessoas novas? 

Essas perguntas são respondidas pelo seu signo Descendente e ao contrário do lado emocional que é dado pela Lua ou do romântico da Vênus, ele traz a sua forma de relacionamento através do que sente falta em ti. 

Ou seja, ajuda no seu autoconhecimento sobre as características que faltam em você. 

É por conta disso que as pessoas tendem a procurar o seu parceiro ideal com personalidades do seu signo que estiver posicionado na Casa 7.  Assim, de maneira geral, o Descendente é o determinante das suas relações de modo completo na Astrologia. 

Seja no casamento, processos sociais, públicos, amigos e até inimigos. 

É o que acaba nos ajudando a entender quais aspectos precisamos melhorar e a importância de mudar alguns conceitos para que alcançamos a evolução que tanto procuramos alcançar durante o ciclo da vida. 


Como identificamos o signo Descendente?

Assim como o Ascendente, o signo Descendente necessita do Mapa Astral para ser localizado. Ele será o signo que estiver localizado na Casa 7 que é considerada muito importante por representar o seu potencial e as suas capacidades. Juntando ao signo Solar, Lunar e Ascendente, poderão trazer os traços mais fortes de sua personalidade.

Os signos opostos complementares

Os opostos complementares são signos que estão exatamente do outro lado do Mapa Astrológico. Mas apesar de estarem em lados diferentes, eles possuem características que se completam. Basicamente o que um tem o outro não. Assim, quando ambos se juntam, são capazes de formarem um par perfeito.

Esse tipo de análise é muito usada para falarmos sobre amor. Isso porque unir esses dois signos que são opostos tendem a trazer um crescimento e aprendizado para ambos com muita sintonia.

Confira qual o seu oposto complementar na Astrologia e viva um romance certeiro!

O Ascendente e o Descendente, assim como o Meio do Céu e o Fundo do Céu são opostos complementares. Desta maneira, sempre que você souber qual é o seu Ascendente, já pode deduzir qual o seu Descendente, e a mesma coisa com o Meio e o Fundo do Céu.

Meio do Céu e o Fundo do Céu

O posicionamento do Meio do Céu indica qual o signo estava no meio - no alto - do céu na hora marcada no Mapa Astral. O Fundo do Céu já é o posicionamento oposto a esse. Logo, quando o primeiro representa as características, qualidades e virtudes que uma pessoa tem, o outro já representa os segredos internos que ela possui sobre sua personalidade. 


O que é o Meio do Céu?

O Meio do Céu é a representação da nossa vida social na Astrologia! 

O signo que estiver posicionado nela é a forma como iremos agir a nossa imagem pública, reputação, profissão e até nosso posicionamento na sociedade. É também a maneira como você vai em busca de reconhecimento, fama e até atividades sociais. É por conta disso que ele é associado a nossa maneira de ir atrás dos nosso objetivos, pois é aqui que vemos a nossa forma de agir para alcançar o que tanto almejamos. 

O Meio do Céu é a localização da Casa 10, aquela que representa como somos vistos socialmente e o nosso status pessoal. Considerada também como um norte para descobrirmos qual o nosso caminho para seguir, tanto social quanto profissional. 


O que é o Fundo do Céu?

O Fundo do Céu é a representação da nossa personalidade mais profunda. Aquela que a gente guarda. De acordo com a Astrologia, essa é a forma como nos dedicamos ao nosso lar, nos importamos com nossa família, origem e a vida privada. Esse posicionamento fala sobre o valor da infância, como vai funcionar sua criação e raízes psicológicas. Aquele que irá apontar os seus pontos de caráter devido ao que você aprendeu com a vida. 

Os quadrantes do Mapa Astral

Esses ângulos são muito importantes para entendermos nossa personalidade. Eles são responsáveis por emanarem energia que ditam como somos, ou como gostaríamos de ser. Mostra a nossa forma de agir em relacionamentos, como interagimos e também somos vistos pelas pessoas. Através deles podemos até entender melhor o nosso passado, presente e termos algumas previsões de tendências em relação ao futuro.


Mas como funciona a interação entre os ângulos na Astrologia? 

A interação entre os ângulos definirá se você é uma pessoa mais evidente ou que prefere ser discreta, mostra como será o seu desenvolvimento pessoal, se você se tornará independente ou sempre precisará de algo ou alguém. 

Apesar de parecer, ver isso através dos eixos não é complicado. Basta entender que o eixo vertical - aquele que representa o Meio do Céu e o Fundo do Céu - será a linha que irá separar as partes independentes e dependentes. Dessa forma, o centro da parte independente é o Ascendente, já o lado do Descendente é o centro que exibe a dependência. 

Quando você faz essa divisão no Mapa Astral, é possível dar uma analisado nos quatro quadrante, e aquele que tiver mais planetas é o que poderá definir se você é mais voltado para o público ou privado, se é mais autônomo ou submisso. 

Entendendo isso, agora você precisa prestar atenção no significado de cada quadrante e dos signos e Planetas que se encontram neles. 

É importante lembrar que cada Casa astrológica pertence a um determinado quadrante e isso não vai mudar. O que mudará serão os astros que estão encontrados neles. Assim, os quadrantes também mostram a nossa jornada do nascimento à morte e a forma de nos desenvolver nessas fases. Confira abaixo:

Primeiro quadrante

Independente e Privado

O primeiro quadrante se trata da definição da sua personalidade, seu desenvolvimento pessoal e a consciência de si mesmo. É por conta disso que as Casas 1, 2 e 3 pertencem a esse quadrante, pois são as Casas entre o Ascendente e o Lar.

Se você possuir muitos Planetas posicionados nesse quadrante é possível que seja uma pessoa independente e privada. Isso significa que está sempre fazendo as coisas para benefício próprio, traçando seu caminho podendo até ignorar a opinião dos outros e sem pedir ajudar.

Segundo quadrante

Dependente e Privado

Ele é responsável pela sua expressão pessoal. O modo como você lida na hora de se incluir na sociedade é ditado por aqui. É por isso que as Casas 4, 5 e 6 pertencem a ele, pois são as Casas entre o Lar e o Descendente.

As pessoas que possuírem mais Planetas nesse quadrante serão mais dependentes e privadas. Isso porque o seu foco na vida será conhecer pessoas e torná-las mais próximas e intimas, pois gostam de cuidar do outro. Assim, sua missão será encontrar alguém especial para viver essa jornada junto com eles. 

Terceiro quadrante

Dependente e Público

Este quadrante fala sobre a definição social e a consciência de que existem outras pessoas no mundo. Por isso as Casas 7, 8 e 9 estão nesta parte, pois estão entre o Descendente e o Meio do Céu. 

Se você tiver mais Planetas localizado neste quadrante, isso significa que você é uma pessoa mais dependente e que se importa com os outros. Logo, você será alguém que gosta de fazer amizades, que se importa com o outro e está sempre disposto a trabalhar em equipe. Esse tipo de conexão te trará muito sucesso.

Quarto quadrante

Independente e Público

O quarto quadrante é sobre a sua expressão social e o seu modo de integrar na sociedade. As Casas 10, 11 e 12 estão nesse quadrante e é a representação de uma pessoa que tende a ser independente e pública. Ou seja, ela prefere trabalhar sozinha, viver em ambientes impessoais, daqueles que gostam de se dedicar a uma carreira individual. 

Porém eles gostam de serem reconhecidos por isso e mostrar ao mundo o seu sucesso. Gostam de interagir com o coletivo e se preocupa em ensinar a sociedade.

Os planetas regem os signos

Cada planeta é o regente de um ou dois signos. Assim, eles possuem uma grande influência sobre eles. Confira abaixo:

O que acontece quando um Planeta está retrógrado

Os Planetas giram em torno do Sol de maneira que estão indo para frente, certo? Porém quando ele está retrógrado, nada mais é do que a sua movimentação contrária. Ou seja, ele está se movendo para trás no céu.  

E se ir para frente é o normal, o que acontece quando isso muda? 

Na Astrologia ele representa uma exceção, ou talvez até um desafio, desse senso de normalidade. Assim, dependendo do Planeta e do Signo que estiver nessa situação, as coisas que ele influencia e a energia que traz poderão ficar muito mais intensas do que estamos acostumados.

 

A ação dos Planetas quando retrógrados

Os planetas quando ficam retrógrados podem influenciar de diversas maneiras a nossa vida. Confira: 

Planetas pessoais

Quando os Mercúrio, Vênus e Marte ficam retrógrados eles se aproximam ainda mais da Terra. Por conta disso, sua energia fica mais forte do que o Sol e isso faz com que ele acabem ganhando uma importância na sua vida mais forte do que o normal. Por serem tão pessoais, acabam sendo mais desafiadores e que exigem maiores ajustes.

Planetas sociais

Durante um tempo do ano, Júpiter e Saturno ficam em movimentos retrógrados. Por serem Planetas sociais, as suas influências são menos pessoais. Dessa maneira é menos desafiador e por isso não exige muitas alterações.

Planetas transpessoais

Urano, Netuno e Plutão são os Planetas transpessoais que estão retrógrados em 40% do tempo. Mas como eles estão distantes da Terra, realizam seu movimento para trás no espaço exterior do sistema solar.

Efeitos causados pelos Planetas retrógrados

Quando a movimentação dos Planetas é alterada, as coisas que eles governam param de funcionar bruscamente. Na Astrologia isso é visto como se tivesse dado um erro no sistema e você começa a perceber muita coisa imperfeita acontecendo.

Um exemplo disso é que toda vez que Mercúrio fica retrógrado, existe uma tendência dos eletrônicos quebrarem. Ruim isso, não é?

É por conta dessa influência negativa que muitas pessoas veem o movimento retrógrado como algo problemático. Só que a verdade é que as coisas não precisam ser assim, você só precisa aprender a lidar com seus afazeres no ritmo desta energia diferente. Ou seja, está na hora de inovar!

Quando os Planetas ficam retrógrados é o melhor momento para botar em prática o seu plano B. Se conseguir sair da sua zona de conforto e realizar os seu sonhos, você se tornará ainda mais forte. Podendo até aumentar suas expectativas de tudo que deseja conquistar.

Entenda que na vida nada é garantido, dessa maneira, saber como se virar quando as coisas mudam de rumo, é a melhor forma de se garantir para os obstáculos que a vida colocar em seu caminho.

Conhecendo os Aspectos Planetários

Para entender detalhadamente o Mapa Astral na Astrologia, precisamos falar sobre os aspectos planetários. Essa é a parte que mais exige concentração para ser analisada de forma correta. Isso porque eles estão ligados ao trânsitos astrológicos que acontece no céu e por conta disso marcam alguns episódios que estavam ocorrendo no horário do seu nascimento.

Identificar um aspecto planetário não é difícil, mas precisa de muita atenção, pois é a distância ou angulação específica entre dois pontos ao redor da eclíptica zodiacal. Normalmente é formado entre dois Planetas, só que a distância entre Planetas e Casas angulares também podem ser considerados.

A função dos aspectos planetários é mostrar como ocorre a interação entre um Planeta e outro, de acordo com o posicionamento que ele estava no determinado momento. Dessa forma, podemos descobrir a influência desse posicionamento no Mapa Astral da pessoa que quiser entender como os astros se movem em sua vida. Podendo, assim, estabelecer como é a combinação dos Planetas. 

Os aspectos planetários podem ser divididos em duas categorias: maiores ou menores e harmoniosos ou tenso. Confira!

Os aspectos maiores

Conjunção

A conjunção é um dos aspectos mais poderosos, pois combina os Planetas em uma única força. É onde os dois (ou mais) Planetas estão totalmente alinhados um com outro, ou próximos a 0 graus de separação. Eles normalmente trazem um aspecto fácil, mas também podem ser desafiador. Tudo depende de quantos Planetas estão envolvidos.

Esse aspecto é o responsável por trazer novidades e mudanças para a nossa vida segundo a Astrologia. É possível que ele nos adapte às transformações que estão em nosso destino. Muitas vezes não precisamos nem de algum gatilho, as transições simplesmente acontecem. E isso ocorre por conta dessa conjunção.

Oposição

Esse é aspecto que traz alguns conflitos aos Planetas! Como estão de maneira opostas, ou com 180 graus de separação, eles são os que produzem dificuldades na energia que transmitem. Porém, ao mesmo tempo, aumenta o leque de possibilidades para o indivíduo que o tiver no Mapa.

Afinal, uma oposição entre dois Planetas pode criar uma tensão, mas também ajudará para que a pessoa alcance resultados mais desafiadores.

A influência da oposição no Mapa Astral é externa. Ela nos obriga a pensar na maneira como agir a respeito de algumas questões que não são fáceis de lidar. É um aspecto que nos faz sair da zona de conforto, pois nos coloca em situações das quais precisamos tomar algumas atitudes e assumir responsabilidades. 

Trígono

Na Astrologia o mais poderoso do aspecto harmonioso é encontrado quando os Planetas estão a 120 graus de separação e agem juntos. Geralmente possuem signos do mesmo elemento. Por conta disso é considerado o mais fácil de lidar. Os Planetas envolvidos trocam energias positivas que ajudam na comunicação.

As características geradas por esse aspecto é bastante perceptiva. Porém as pessoas muitas vezes não dão tanto valor por serem naturais e vistas como dons. Só que cabe cada pessoa saber se vai usar, se esforçar para ter sucesso nisso, ou se vai se tornar uma pessoa preguiçosa, pois acha que é algo fácil de se desenvolver.

Quadratura

Esse é um aspecto forte e tenso, mas que funciona de maneira diferente da oposição. Apesar de também criar tensão e atrito entre os Planetas envolvidos, ele traz algumas dificuldades e limitações mais sutís na vida do que o outro aspecto maior. O seu obstáculo nessa situação será quando tiver duas forças que querem se mover em direções e formas diferentes. Os Planetas que passarão por esse aspecto são os que estão a 90 graus um do outro, o que os tornam muito desafiadores.

A importância da quadratura é ensinar as pessoas a viver de maneira dinâmica. Isso porque elas trazem alguns contratempos que ocorrem em nossa vida nos ensinam a sermos úteis e ir atrás de objetivos significativos. Assim, para conquistá-los, temos de enfrentar essas complicações. Trazendo dessa maneira o equilíbrio entre as coisas. 

Sextil

O sextil é um aspecto harmonioso, mas é menos potente do que o trígono. São considerados os que estão a 60 graus um do outro. Ele traz muita positividade para os Planetas envolvidos, pois partilham da mesma energia e acabam completando um ao outro. Porém esse aspecto ainda exige um esforço para conseguir agarrar as oportunidades que ele te oferece.

Aspectos menores


Os aspectos menores são considerados fracos na Astrologia. Isso porque possuem alguns efeitos psicológicos e que não são tão transparentes como os maiores. Os aspectos menores tensos são os semiquadratura, sesquiquadratura e quincúncio. Já os outros são os harmoniosos.

Semi-sextil

Quando um Planeta está a 30 graus do outro, ele é conhecido como aspecto semi-sextil. Ele é considerado harmonioso, pois sua energia entre os Planetas é bastante delicada e acaba mais completando um ao outro do que trazendo divergência.

Quíntil

Esse é um aspecto é considerado bastante positivo. Ele ocorre quando dois Planetas estão separados por um ângulo de 72 graus. Sua posição ajuda em relação a natureza mais espiritual da sua vida segundo a Astrologia. Ele é capaz de possuir uma influência tão poderosa quando um sextil ou trígono, apesar de ser um aspecto menor.

Semi-Quadratura

A semi acontece quando dois Planetas estão posicionados a 45 graus um do outro. Porém esse aspecto também tem uma segunda posição, que é a sesquiquadratura. Ele acontece quando um Planeta está a 135 graus de cada. Esses são aspectos de tensão, mas que ajudam os nativos a evoluírem.

Quincúncio

Esse aspecto também é conhecido como inconjunção. Ele ocorre quando dois Planetas estão em uma distância de 150 graus. Ele possui sua natureza emprestada do trígono e da quadratura. Dessa maneira, ele consegue unir os diferentes elementos e modalidades, misturando as características diferentes de um indivíduo.

Os Aspectos no Horóscopo Pessoal

O horóscopo é uma ferramenta da Astrologia que informa sobre as movimentações e influências planetárias, fáceis ou difíceis, que estão ou estarão no seu caminho. É baseado nos trânsitos planetários do momento e os aspectos que os planetas formam com aqueles que estão configurados em seu mapa astral.

O ideal para quem deseja contar com influências mais assertivas é se valer de opções mais personalizadas, que detalham todos os trânsitos planetários do momento e como eles interagem com o seu mapa astral, algo que faz toda a diferença na precisão das informações.


O equilíbrio entre aspectos harmoniosos e tensos

Os aspectos harmoniosos e tensos são claramente um oposto do outro. Quando um traz facilidade o outro traz a importância de lutar pelas coisas que deseja. Um mostra o potencial para alcançar o sucesso, o outro já vai te ensinar a ter foco para enfrentar os desafios que surgirão em sua vida. É por conta disso que ambos precisam trabalhar em conjunto para se ter um ótimo equilíbrio. 

Ao todo, podemos considerar os aspectos como harmoniosos ou tensos. 

Aspectos Harmoniosos

Os Planetas que possuem uma energia semelhante e que traz um relacionamento fácil são considerados os aspectos harmoniosos na Astrologia.

Eles são os responsáveis por ajudar a desenvolver algumas habilidades naturais do indivíduo. Conhecidos por serem fáceis, positivos, amenos e benéficos. Assim, eles trazem condições fáceis, mas também podem ser a razão de oportunidades perdidas.

Aspectos Tensos

São aqueles que trazem alguns atritos entre os Planetas. É possível que esse aspecto seja o responsável por algumas dificuldades, desarmonia e até bloqueios na vida do indivíduo. 

Apesar dos aspectos tensos serem vistos como ruins, negativos, rígidos e maléficos, eles possuem o seu lado bom. Afinal, serão as dificuldades que irá ajudá-los a se desenvolverem melhor, entender o seu potencial e lutar para superar esses obstáculos.

A famosa Revolução Solar

A Terra demora em torno de 365 dias para fazer uma volta completa no Sol, certo? Isso é algo que aprendemos desde criança nas aulas de geografia. Na Astrologia, essa volta completa se chama a revolução Solar. Só que ao contrário de ser contada no início do ano, como 1 de janeiro, essa volta é contada do exato momento do seu nascimento.

Assim, quando você faz o seu Mapa Astral, com as informações do dia, horário e local, é dado o grau do Sol no momento do seu nascimento. No ano seguinte, quando o Sol alcançar esse mesmo grau, ocorrerá a sua primeira revolução Solar.

Não falamos abertamente que é o seu aniversário, pois a revolução Solar acontece exatamente no mesmo grau e minuto que você nasceu. E como o ano não é exatamente contado com as horas e dias corretos, e sim uma base que o ser humano criou para que consigamos marcar o tempo das coisas, ele não é exatamente o dia que se comemora todos os anos o seu aniversário. 


A influência da revolução Solar 

Entendendo o que é essa revolução Solar, está na hora de aprendermos a usá-la a nosso favor, certo?

Como a revolução significa uma renovação de energia em nossa vida, o ideal é fazer com que ela se torne um guia anual. Dessa maneira podemos analisar os acontecimentos que estão por vir e se preparar para o que iremos enfrentar. É como se fosse um Mapa Astral Anual e sabendo quais serão as novidades do ano, é possível que nos organizemos para os novos desafios nos dando uma vantagem de usar a Astrologia.

O temido Retorno de Saturno

Se você é daqueles que gosta muito de Astrologia, com certeza já deve ter ouvido falar sobre o Retorno de Saturno! 

Essa é uma fase muito conhecida por ser o momento no qual alcançamos a nossa maturidade. É bastante citada em músicas, poemas e filmes. Um dos exemplos mais populares que podemos citar é a canção "Vinte E Nove" da banda brasileira Legião Urbana em que o refrão diz: 

"E aos vinte e nove com o Retorno de Saturno decidi começar a viver!"

Mas apesar dessa sua popularidade, muitas pessoas não sabem realmente qual o significado do Retorno de Saturno, sua importância e influência na vida. Confira a seguir a explicação sobre esse evento astrológico tão necessário e essencial para a nossa história! 


O que é o Retorno de Saturno?

Enquanto a Terra demora em torno de 365 dias para dar uma volta completa no Sol, Saturno já demora 29 anos. Assim, o Retorno de Saturno é o momento em que o Planeta está voltando para o seu ponto de “origem”. Na Astrologia, esse acontecimento é muito importante, pois representa o primeiro ano de vida de uma pessoa. 

Parece uma história bem confusa, mas só parece!

Para começar vamos lembrar que Saturno é conhecido por ser o Planeta do limite. Quando ele finalmente volta para o seu ponto inicial, é porque ele já absorveu muitos conhecimentos, conheceu suas próprias limitações e quando a pessoa chega nessa idade, é o momento no qual ela mais conhece sobre si mesma. 

Tornando assim, esse momento no qual ela tenha a sua primeira chance de mostrar a sua evolução pessoal, na qual ela conseguiu aprender com seus erros e tentar uma nova fase da vida de sucesso.  

O Retorno de Saturno é muito conhecido por trazer muitas transformações e mudanças na vida das pessoas. Algumas, se tiverem o signo Ascendente de um elemento diferente do Solar, podem até apresentar características mais fortes do Ascendente. Principalmente em sua maneira de agir em determinadas situações. Porém, só podemos determinar a influência dessas oscilações com uma boa análise do Mapa Astral.

A influência do Retorno de Saturno na nossa vida

Na Astrologia, o retorno de Saturno significa o momento em que as pessoas alcançam o seu primeiro grau de maturidade. Ocorre por volta dos 29 anos na vida de uma pessoa, mas pode ser considerada entre os 28 aos 30 anos. Essa é aquela fase na qual a pessoa já tem mais noção sobre os seus limites, suas escolhas e como elas influenciam no seu futuro.

É por conta disso que o retorno de Saturno representa o período mais ajuizado da vida de uma pessoa. Esse é o momento em que nós deixamos para trás os assuntos e sentimentos supérfluos. Passamos a entender melhor a nossa existência, o objetivo dela e dando valor mais a vida. Assim, naturalmente, começamos a nos desenvolver e evoluir.

Faz parte dessa fase deixar alguns amigos, hábitos e paixões para trás. Depois do retorno de Saturno, só mantemos em nossa vida aquilo que tem funcionalidade e que nos ajuda a ir atrás dos nossos sonhos e metas. 


Porém algumas pessoas não aceitam isso tão bem…

Existe muita gente mimada nesse mundo. Algumas, durante todo esse tempo, nunca precisou ter compromisso com nada. Só que de acordo com a Astrologia não dá para escapar desse período de responsabilidade da vida, e é com o retorno de Saturno que ela chega.

Assim, quem não foi preparado durante esse tempo para assumir suas obrigações, acabam sofrendo demais nesse período. Afinal, é um choque descobrir que não é mais criança, não é mesmo?

Outras pessoas que também podem se sentir mal nesse período são aquelas que estão acostumadas com relacionamentos tóxicos. Tudo porque o retorno de Saturno obriga a gente a se livrar de coisas e pessoas que não nos agregam em nada. Dessa maneira, descobrir que aquelas pessoas que mais amamos são pessoas que não agregam em nada na nossa história, acaba sendo um espanto. Por isso o retorno de Saturno pode parecer muito assustador!

Se ver na posição de ter de encontrar outros amigos, amores e vida social parece ser aterrorizante nesta altura do campeonato, não é mesmo? Mas precisamos lembrar que é necessário. É importante crescer, evoluir, amadurecer e saindo de um ambiente no qual você nunca conseguirá progredir vai só te trazer felicidade, mesmo que no começo pareça que não. 


Já outras pessoas aceitam muito bem...

Na Astrologia o retorno de Saturno pode ser considerado sim uma fase de muita felicidade. Isso porque as pessoas que estão prontas para esse momento, almejam bastante pela transformação que ocorre nesse período. Assim, é o momento em que ela consegue grandes realizações, as recompensas por seus esforços durante todos esses anos e que começa a enxergar a sua vida da maneira como sempre sonhou.

Freud x Jung

Freud e Jung foram muito importantes para a psicanálise. Só que suas considerações sobre a mente humana é capaz de mostrar a influência da Astrologia na vida humana. 

Apesar de Freud não acreditar nessa ciência, foi ele quem criou um mapa cerebral no qual prova a existência do inconsciente no cérebro humano e como ele é capaz de obedecer e seguir influências externas, podendo até criar um comportamento semelhante dentro da sociedade. 

Já Jung começou a colocar a Astrologia como um estudo da psicanálise, pois acreditava que a essa ciência estava ligado, de certa maneira, a psicologia na Idade Antiga, mostrando até que os 12 signos podem ser considerados os arquétipos do ser humano estudados na psicologia.


A visão de Sigmund Freud para a Astrologia 

Como dito anteriormente, Freud não acreditava em Astrologia, mas criou a base que pode dar sustentação para essa ciência psicologicamente falando. Muitas pessoas não acreditam que os astros podem mesmo influenciar a personalidade de alguém. Porém Freud, quando criou a psicanálise, mostrou que a mente humana sofre muita influência - direta e indireta - dos acontecimentos externos que ocorrem na sociedade. 

A sua personalidade é traçada de acordo com as ações que te cercam, certo? Dessa maneira, a Astrologia consegue mostrar que a energia dos astros podem sim ajudar a moldar as características de alguém. 

Apesar de Freud não citar em nenhum momento a Astrologia, é possível usar seu estudo para fazer uma comparação aos Planetas que são observados no Mapa Astral. Por exemplo, ele criou um mapa cerebral que mostrava a separação das áreas na mente do ser humano conhecidas como Ego, Id, Pré-Consciente e Inconsciente. 

Na Astrologia suas características podem ser consideradas as do Sol - responsável pela sua personalidade, Vênus - pelos seus impulsos prazeroso, Mercúrio - pela sua comunicação e expressão e Lua - pelos sentimentos, comportamentos e intuição . Também podemos contar com o Super-Ego que seria o equivalente ao Planeta Saturno. 


A visão de Carl Jung para a Astrologia

O famoso psiquiatra Jung foi o primeiro a introduzir a Astrologia como um estudo da psicanálise. Isso porque ele acreditava que essa pseudociência está ligada ao conhecimento de psicologia da Idade Antiga. Para ele os 12 signos são as representações dos padrões psicológicos chamados de arquétipos que vivem no inconsciente no coletivo da sociedade. 

Jung desenvolveu o conceito de "sincronicidade" que é a consideração da Astrologia na psicanálise, pois faz referência a eventos que acontecem no mesmo tempo e possui uma semelhança, mas não são conectados oficialmente. Ou seja, é a ideia de episódios que ocorrem por mera coincidência. 

Para o psiquiatra esses acasos obedecem a "fios invisíveis" que conectam todas as coisas, concordando com o princípio astrológico que mostra os Planetas como os responsáveis pelas influências dos acontecimentos do universo. Assim, ele acredita que os movimentos do universo dão origem a muitos eventos na vida de uma pessoa. 

É evidente que a Astrologia possui uma grande influência na psicanálise junguiana. Porém Jung chama essa pseudociência de "método intuitivo", uma vez que acredita que em determinados estados psicológicos ou determinados fatos estão relacionado a movimentação dos Planetas.

Personalidades populares da Astrologia

Horóscopo, Mapa Astral e a Astrologia em geral nos dias atuais são bem conhecidos. Porém existem pessoas muito importantes que colaboraram para a visibilidade dessa ciência. São profissionais super competentes e que são bastante lembrados por mostrar a sua capacidade e aptidão para a Astrologia. Confira: 

Século 16 DC

Nostradamus

Foi um astrólogo que viveu entre 1503 a 1566. Ele ficou muito conhecido por suas previsões para os meses e anos seguintes de sua época. Foi protegido pela rainha Catarina de Médicis que permitiu que ele escrevesse As Centúrias, um documento contendo mais de mil profecias - algumas que ainda serão vividas. Mas antes disso ele previu a Revolução Francesa e especulam se a ascensão de Hitler, o governo de Muammar Khaddafi e Saddam Hussein, e até Osama Bin Laden não estariam em suas Centúrias.

1493 - 1541 DC

Paracelso

Paracelso foi um cientista que defendia que a Astrologia deveria ser usada junto com a alquimia para melhorar a medicina da época. Ele criou alguns talismãs para enfermidades, assim como um para cada signo do Zodíaco. Depois disso escreveu em seus livros a importância que alguns talismãs astrológicos na medicina, colocando o uso dessa ferramenta da Astrologia para curar doenças.

1947 - Atualidade

João Bidu

“O astrólogo mais amado do Brasil” é o seu lema. Isso porque ele é um profissional brasileiro muito famoso e referenciado no país. Seu Horóscopo, significado dos sonhos e até simpatias são muito populares, mas tudo porque ele é o responsável pelas três revistas de Astrologia mais vendidas: Guia Astral, Boa Sorte! e a Astral Dia-a-Dia.

1956 - Atualidade

Susan Miller

A astróloga mais famosa do mundo atualmente é americana Susan Miller. É bastante conhecida por conta de suas previsões certeiras que a ajudou a ganhar muitos fãs espalhados pelo mundo. Se tornou uma referência na Astrologia por conta dos vários livros que escreveu. Ela já participou de muitos programas de tv e sites por todo o mundo. Mas também pode ser encontrada em seu próprio site e aplicativo que recebe o nome de Astrology Zone.

Atualidade

Serena Salgado

A necessidade de trabalhar mostrando a importância do autoconhecimento surgiu ainda na faculdade de comunicação na qual se formou. Serena percebeu que poderia se aprofundar nas questões pessoais e ajudar as pessoas se estudasse as ciências esotéricas, focando em Astrologia, Tarot e Anjos. Desde então  atua em eventos, congressos, workshops, palestras, entrevistas e ministrando Cursos. Sua experiência, vem desde 1985 e já lhe proporcionou  o prêmio de Astróloga do Ano de 2013 pela Mystic Fair. 

Atualidade

Alexey Dodsworth

Conhecido por suas obras premiadas "Dezoito de Escorpião" e "O Esplendor" além de ter escrito mais duas obras de quadrinhos com cunho esotérico, Alexey é um estudioso de Astrologia brasileiro muito popular. Isso se deve por ser um dos principais autores do site esotérico Personare, que é uma referência para o mundo astrológico e esotérico no geral.

Agora que você já conhece os princípios básicos de como a Astrologia funciona e influencia a sua vida, que tal se aprofundar com um dos cursos do Astrocentro?

Interpretando o seu Mapa Astral: neste curso online, Brendan Orin, que é Sacerdote Wiccaniano e estudante das artes ocultas desde 2002, ensina o passo a passo que todo mundo deveria saber sobre Astrologia para poder se conhecer melhor através de seu mapa astral e também para comentar e compreender o que os editais e previsões zodiacais publicam.

É um curso bastante prático, rápido e com um investimento bem camarada: apenas R$ 29,90, em até 2x. Aproveite!

Astrologia Completa com Otávio Leal, famoso astrólogo e terapeuta holístico, leva os alunos por uma jornada de autoconhecimento para que aconteça o encontro entre o saber e a prática.

Com este curso você será capaz de não somente compreender os astros, mas também de dar os seus primeiros passos em direção a um estágio profissional. Para quem deseja trabalhar com Astrologia no futuro, esse é um ótimo começo.

Confira também nosso canal no Youtube, onde mensalmente publicamos um horóscopo feito pela querida Astróloga Serena Salgado.

Para não perder nenhum vídeo, assine o nosso canal e ative as notificações.

Fique por dentro

Saiba de todas as nossas novidades através das redes sociais: